CRISTO É A VERDADE

Translate this Page

Rating: 3.0/5 (2923 votos)



ONLINE
1





http://www.comcms.com.br/

PRECEITOS RUDIMENTARES DO CRISTIANISMO

PRECEITOS RUDIMENTARES DO CRISTIANISMO 1) DEUS É AMOR E TE AMA, MAS ODEIA O PECADO E QUEM AMA O PECADO “Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. Nisto se manifesta o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros. (...) E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele.” (I João 4:8-11,16). "Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores." (Rom 5:8). "Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras," (I Cor 15:3). "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigénito, para que todo o que nele cré não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3:16). “Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” (Rom 8:35-39). “E conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.” (Ef 3:19). Deus odeia o pecado, porque todo aquele que comete pecado se torna escravo (submisso, obediente, servo, dependente, viciado, controlado... - pois somente obedecemos a quem servimos) do pecado (João 8:34; Rm 6:12,17,20) e o salário (pagamento, recompensa, fim, resultado...) do pecado é a morte (Gn 2:17; Êx 32:33; Lv 22:9; Nm 16:26, 18:22 e 27:3; Dt 24:16; II Sam 12:13; II Reis 14:6; II Crôn 25:4; Ez 3:20-21 e 18:4,20-21,24; Amós 9:10; Sl 49:15 e 56:13; Lc 13:3,5; At 11:18; Rom 6:23 e 2:12; João 5:24 e 8:21,24,51-52; Rom 5:12, 6:9,16, 7:5 e 8:6; I Cor 15:56; Tg 1:15; Col 2:13). Tanto é assim que Deus não ouve os pecadores (João 9:31), vez que a oração dos pecadores é abominável (desprezível, rejeitada, ignorada, repudiada...) para Deus (Pv 15:8,29 e 28:9, Is 59:2; Jer 5:25, Tg 4:3 e 5:16), pois o pecado afasta as pessoas de Deus. Por outras palavras, o pecado quebra e impede o contato, comunicação, harmonia, comunhão, ligação, intimidade, liame, conexão... das pessoas com Deus. "Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás." (Mt 4:10). "Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom." (Mt 6:24). "Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém." (Rm 1:25). "Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça? Mas graças a Deus que, tendo sido servos do pecado, obedecestes de coração à forma de doutrina a que fostes entregues. E, libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça. Falo como homem, pela fraqueza da vossa carne; pois que, assim como apresentastes os vossos membros para servirem à imundícia, e à maldade para maldade, assim apresentai agora os vossos membros para servirem à justiça para santificação. Porque, quando éreis servos do pecado, estáveis livres da justiça. E que fruto tínheis então das coisas de que agora vos envergonhais? Porque o fim delas é a morte. Mas agora, libertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna. Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor." (Rm 6:16-23). "Fostes comprados por bom preço; não vos façais servos dos homens." (I Cor 7:23). "Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo." (Gal 1:10). "Não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus;" (Ef 6:6). "Porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito, e nos gloriamos em Jesus Cristo, e não confiamos na carne." (Fp 3:3). "Sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis." (Col 3:24). Na Bíblia, no Antigo Testamento, o povo de Deus é chamado de “servos”, ou seja, aqueles que não possuem salário e direito nenhum, mas, ao contrário, são escravos (propriedade) de seu Senhor. O verbo “servir” caracteriza viver, trabalhar ou prestar serviços como servo (serviçal, criado, escravo). A palavra “servo” significa aquele que não tem direitos ou não dispõe de sua pessoa e bens. Que não é livre. Que tem a condição de criado ou escravo. Tanto que a palavra “servidão” significa condição de servo ou escravo. Igualmente, a palavra “escravo” significa aquele que está sujeito a um senhor, como propriedade dele. Que está inteiramente sujeito a outrem ou a alguma coisa. Aquele que está inteiramente sujeito a outrem ou a alguma coisa cativo. Por essa razão, na Bíblia quando relata da escravidão dos judeus pelos egípcios, utiliza-se o termo servo e servidão (Êxodo 1:14, 2:23, 6:5-6, 10:26, 13:3, 14:12, 20:2) ou até mesmo escravo (Levítico 26:13). Assim, servir significa não só trabalhar sem esperar nada em troca (pois não tem salário), mas trata-se de um dever, uma obrigação, de obediência (pois é uma propriedade). O servo trabalha pelo seu Senhor e o seu Senhor lhe sustenta (morada, roupa, alimento, proteção e medicamento). Acaso poderia um servo ou escravo impor condições para que fizesse a vontade de seu Senhor? Claro que não! O servo não podia fazer exigências, reclamações, reivindicações, críticas, etc ao seu Senhor. Já, pelo contrário, o termo “empregado” significa a pessoa física que presta serviços de caráter não eventual a um empregador, sob a dependência dele e mediante salário (ordenado, remuneração, pagamento, contraprestação). Assim “emprego” significa a maneira de prover a subsistência mediante ordenado, salário ou outra remuneração a que se faz jus pelo trabalho regular em determinado serviço, ofício, função ou cargo. E a palavra “amor” significa o sentimento de dedicação absoluta de um ser a outro ser e o termo “adorar” significa amar extremosamente, ou seja, amar sobre (acima) todas as demais pessoas e coisas. No Novo Testamento, o povo de Deus é chamado de servos, mas também de “filhos”, ou seja aqueles que apesar de não merecerem por suas obras (salário), recebem direitos e bênçãos por amor e pelo sangue. Os filhos não precisam ameaçar ao Pai para terem seus pedidos atendidos. Do mesmo modo que aos servos/escravos, os filhos desobedientes e respondões são punidos e castigados. Entretanto, os filhos são herdeiros do Pai. Tudo o que o Pai possui lhes pertencem também! Aos filhos basta pedir ao Pai ou dar ordens aos serviçais do Pai para que tenham o que querem, desde que não contrarie as ordens e desejos do Pai (Tg 4:2-4, I Jo 3:22, Jo 15:7, Sl 17:1, Pv 28:9, Jer 11:14 e Mt 15:9). Somente obedecemos a quem servimos. Se obedecemos algo ou alguém é por que lhe servimos. Se fazemos a vontade ou o desejo de algo ou outrem, é porque lhe servimos. Assim, quem obedece a vontade da carne é servo dos desejos e prazeres da carne, pois é controlado por tais impulsos e instintos como a um animal irracional. Do mesmo modo, quem faz as vontades do mundo e/ou dos homens é escravo deles, pois se sujeita/submete a tais ordens e obedece a tais estimulos, apelos, exigências, regras, condicionamentos, determinações, preceitos, normas... Já quem faz as vontades do Espírito Santo de Jesus Cristo, é seu servo, seu súdito, seu amigo, seu filho, seu irmão... pois aceita seu senhorio, reconhece sua realeza, não nega a paternidade divina, lhe é fiel... “Os que vivem segundo a carne têm suas mentes voltadas para o que a carne deseja; mas os que vivem de acordo com o Espírito tem suas mentes voltadas para o que o Espírito deseja. A inclinação da carne é morte, mas a inclinação do Espírito é vida e paz; a inclinação da carne é inimiga de Deus porque não se submete à lei de Deus, nem pode fazê-lo. Os que são dominados pela carne não podem agradar a Deus. Entretanto, vocês não estão sob o domínio da carne, mas do Espírito, se de fato o Espírito de Deus habita em vocês. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo.” (Romanos 8:5-9). "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma." (I Cor 6:12). “Mas principalmente aqueles que segundo a carne andam em concupiscências de imundícia, e desprezam as autoridades; atrevidos, obstinados, não receando blasfemar das dignidades; Enquanto os anjos, sendo maiores em força e poder, não pronunciam contra eles juízo blasfemo diante do Senhor. Mas estes, como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção, Recebendo o galardão da injustiça; pois que tais homens têm prazer nos deleites quotidianos; nódoas são eles e máculas, deleitando-se em seus enganos, quando se banqueteiam convosco; Tendo os olhos cheios de adultério, e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição; Os quais, deixando o caminho direito, erraram seguindo o caminho de Balaão, filho de Beor, que amou o prêmio da injustiça; Mas teve a repreensão da sua transgressão; o mudo jumento, falando com voz humana, impediu a loucura do profeta. Estes são fontes sem água, nuvens levadas pela força do vento, para os quais a escuridão das trevas eternamente se reserva. Porque, falando coisas mui arrogantes de vaidades, engodam com as concupiscências da carne, e com dissoluções, aqueles que se estavam afastando dos que andam em erro, Prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo." (II Pe 2:10-19). "Estes, porém, dizem mal do que não sabem; e, naquilo que naturalmente conhecem, como animais irracionais se corrompem. Ai deles! porque entraram pelo caminho de Caim, e foram levados pelo engano do prêmio de Balaão, e pereceram na contradição de Coré. Estes são manchas em vossas festas de amor, banqueteando-se convosco, e apascentando-se a si mesmos sem temor; são nuvens sem água, levadas pelos ventos de uma para outra parte; são como árvores murchas, infrutíferas, duas vezes mortas, desarraigadas; Ondas impetuosas do mar, que escumam as suas mesmas abominações; estrelas errantes, para os quais está eternamente reservada a negrura das trevas. E destes profetizou também Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que é vindo o Senhor com milhares de seus santos; Para fazer juízo contra todos e condenar dentre eles todos os ímpios, por todas as suas obras de impiedade, que impiamente cometeram, e por todas as duras palavras que ímpios pecadores disseram contra ele. Estes são murmuradores, queixosos da sua sorte, andando segundo as suas concupiscências, e cuja boca diz coisas mui arrogantes, admirando as pessoas por causa do interesse. Mas vós, amados, lembrai-vos das palavras que vos foram preditas pelos apóstolos de nosso Senhor Jesus Cristo; Os quais vos diziam que nos últimos tempos haveria escarnecedores que andariam segundo as suas ímpias concupiscências. Estes são os que causam divisões, sensuais, que não têm o Espírito. Mas vós, amados, edificando-vos a vós mesmos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo, Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna. E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento; E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne. Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeçar, e apresentar-vos irrepreensíveis, com alegria, perante a sua glória, Ao único Deus sábio, Salvador nosso, seja glória e majestade, domínio e poder, agora, e para todo o sempre. Amém." (Jd 1:10-25). "Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira." (João 8:44). "Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também." (Ef 2:3). "Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus;" (Rm 7:22). " Para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade." (II Tes 2:12). Deus seria contraditório se não odiasse o pecado e aqueles que persistem no pecado, pois, já que que as Escrituras prescrevem o arrependimento dos pecados, a confissão dos pecados, o sacrificio pelos pecados, a punição (castigo, pena...) dos pecados, a remissão (perdão, expiação, santificação, purificação, purgação, propiciação, apagar, limpar, lavar...) dos pecados, a aniquilação (destruição, extermínio) do pecado e de seus frutos (resultados, conseqüências), a conversão, um novo nascimento, o abandono e fuga do pecado, a vivência de uma nova vida, a santificação... e, principalmente, pelo fato do pecado ser obra do diabo (I João 3:8) e de mencionar que quem perseverar na fé até o fim será salvo (Mt 10:22 e 24:13, Mc 13:13, Rm 2:7 e II João 1:9). "Porém Samuel disse: Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros. Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e o porfiar é como iniqüidade e idolatria. Porquanto tu rejeitaste a palavra do SENHOR, ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei." (I Sam 15:22-23). "Mas os transgressores e os pecadores serão juntamente destruídos; e os que deixarem o SENHOR serão consumidos." (Isaias 1:28). "Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele." (Hb 10:38). "E ele disse-lhes: A vós vos é dado saber os mistérios do reino de Deus, mas aos que estão de fora todas estas coisas se dizem por parábolas, Para que, vendo, vejam, e não percebam; e, ouvindo, ouçam, e não entendam; para que não se convertam, e lhes sejam perdoados os pecados." (Marcos 4:11-12). "Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento." (Mt 9:13). "E disse-lhes: Assim está escrito, e assim convinha que o Cristo padecesse, e ao terceiro dia ressuscitasse dentre os mortos, E em seu nome se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém." (Lucas 24:46-47). " E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo;" (Atos 2:38). "Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do SENHOR," (At 3:19). "Digo-vos que assim haverá alegria no céu por um pecador que se arrepende, mais do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento." (Lucas 15:7). "QUE diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele? (...) Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado. Porque aquele que está morto está justificado do pecado. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos; Sabendo que, tendo sido Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre; a morte não mais tem domínio sobre ele. Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus. Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor. Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências; Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniqüidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça. Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça." (Rom 6:1-2,6-14). "Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, Mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários." (Hb 10:26-27). "Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus." (I João 3:9). "E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas. Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade. Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós." (I João 1:5-10). "Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada. Pois, se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, nós mesmos também somos achados pecadores, é porventura Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma. Porque, se torno a edificar aquilo que destruí, constituo-me a mim mesmo transgressor." (Gal 2:16-18). Para saber mais, confira o estudo: “NEM TODOS SÃO FILHOS DE DEUS: A SEMENTE DA DISCREPÂNCIA” - http://macfly.multiply.com/journal/item/76 Veja, ainda, os videos: "SALVAÇÃO" em http://macfly.multiply.com/video/item/264 "ESTA FOI A SUA VIDA - PROJETO JESUS LUZ DO MUNDO" em http://macfly.multiply.com/video/item/186/ESTA_FOI_A_SUA_VIDA_-_PROJETO_JESUS_LUZ_DO_MUNDO "O Segredo do Perdão" em http://macfly.multiply.com/video/item/42 2) O HOMEM É PECADOR, VIVE EM PECADO E ESTÁ AFASTADO DE DEUS "Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só." (Rom 3:10-12). "Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;" (Rm 3:23). "Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram." (Rm 5:12). "Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós." (I Jo 1:8-10). Quando estamos em pecado, nos é impossível termos intimidade com Deus, porque o pecado em nós nos impele a fugirmos de Deus (como Adão e Eva fizeram após desobedecerem Deus – Gn 3:8), já que as trevas não suportando a luz, fogem dela. "E vendo isto Simão Pedro, prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, ausenta-te de mim, que sou um homem pecador." (Lc 5:8). "E os reis da terra, e os grandes, e os ricos, e os tribunos, e os poderosos, e todo o servo, e todo o livre, se esconderam nas cavernas e nas rochas das montanhas; E diziam aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós, e escondei-nos do rosto daquele que está assentado sobre o trono, e da ira do Cordeiro;" (Ap 6:15-16). "E, na verdade, conforme o mandado do SENHOR, assim sucedeu a Judá, para o afastar da sua presença por causa dos pecados de Manassés, conforme tudo quanto fizera." (II Reis 24:3). "E, tendo chegado ao outro lado, à província dos gadarenos, saíram-lhe ao encontro dois endemoninhados, vindos dos sepulcros; tão ferozes eram que ninguém podia passar por aquele caminho. E eis que clamaram, dizendo: Que temos nós contigo, Jesus, Filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo? E andava pastando distante deles uma manada de muitos porcos. E os demônios rogaram-lhe, dizendo: Se nos expulsas, permite-nos que entremos naquela manada de porcos. E ele lhes disse: Ide. E, saindo eles, se introduziram na manada dos porcos; e eis que toda aquela manada de porcos se precipitou no mar por um despenhadeiro, e morreram nas águas. Os porqueiros fugiram e, chegando à cidade, divulgaram tudo o que acontecera aos endemoninhados. E eis que toda aquela cidade saiu ao encontro de Jesus e, vendo-o, rogaram-lhe que se retirasse dos seus termos." (Mt 8:28-34). "E Deus pelas mãos de Paulo fazia maravilhas extraordinárias. De sorte que até os lenços e aventais se levavam do seu corpo aos enfermos, e as enfermidades fugiam deles, e os espíritos malignos saíam." (At 19:11-12). "O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador!" (Lc 18:13). "Rugirão as nações, como rugem as muitas águas, mas Deus as repreenderá e elas fugirão para longe; e serão afugentadas como a pragana dos montes diante do vento, e como o que rola levado pelo tufão." (Is 17:13). Quando pecamos, nossa alma fica doente (Sl 41:4) e começa a definhar (atrofiar) até morrer, pois nossa alma possui a necessidade (sede, fome, dependência... – Gn 2:7, Sl 42:2,6, 63:1, 107:9, 130:6, 138:3 e 143:6; Is 55:3 e 58:11, Mt 11:29, At 3:23) de Deus e, assim, sem Deus (Espírito Santo), nossa alma morre por falta de energia (sustento, alimento, força, fonte... – Sl 54:4 e 66:9; Mt 4:4; Gn 2:7), já que só o Espírito de Jesus nos sacia e satisfaz de verdade (João 4:13-15, 6:35 e 7:37). Para saber mais, confira os estudos: “A sensação de Coração vazio” - http://macfly.multiply.com/journal/item/38 "O PECADO NUNCA SE FARTA E NUNCA SATISFAZ AS PESSOAS" em http://macfly.multiply.com/journal/item/54 Veja, ainda, o video: "Preencher o vazio do homem" em http://macfly.multiply.com/video/item/187/Preencher_o_vazio_do_homem MAS O QUE É O PECADO? O QUE É PECAR? "Pois todos pecaram e separados estão da glória de Deus" (Romanos 3:23). O homem foi criado para ter um relacionamento perfeito com Deus, mas por causa da sua desobediência e rebelião, escolheu seguir o seu próprio caminho, e o relacionamento com Deus desfez-se. “Há caminhos que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte.” (Provérbios 14:12). A separação espiritual dos com Deus leva a morte. O pecado é um estado de indiferença do homem para com Deus. Pecado é o ato de transgressão, desobediência, insubordinação, insubmissão, incredulidade, infedelidade, motim, traição, revolta, rebelião, rebeldia, insurreição, deserção, iniquidade, desprezo, repúdio, rejeição, descrédito, incredulidade, menosprezo, violação... a Deus e sua Palavra. Infra, alguns exemplos de pecados: Agem conforme sua ganância (Tt 1:11, Jer 6:13); Andam segundo suas próprias cobiças e concupiscências (II Tim 4:3); Aparentam ser bonzinhos (Mt 7:15); Chamam a manifestação do Espírito Santo de obra do Maligno (Mt 10:25, 12:24, Mc 3:22, Lc 11:15); Dão ouvidos à espíritos malignos e pregam doutrinas dos demônios (I Tim 4:2); De suas pregações não se aprende quase nada (muitas palavras e muito tempo, mas pouco conteúdo); Desviam as ovelhas de Deus e de Sua Palavra (Jr 50:6, Dt 13:1-5, Mq 3:5); Devoram e/ou tosquiam o rebanho em vez de alimentá-lo (Ez 34:2-3 e Zc 11:17); Dialogam com outros espíritos; Dispersam o rebanho (Jr 23:2); Dizem que a Bíblia é machista, preconceituosa e discriminatória; Dizem que a Bíblia foi escrita por homens; Dizem que são/somos filhos do dono/senhor do mundo (Mt 4:5-7, 16:26, Lc 16:8, João 8:23, 14:30, 16:11, 17:16, 18:26, I Cor 2:8, I João 5:19); Enrolam a língua para simular que estão orando em línguas (At 2:4-8, I Cor 12:30, 13:1, 14:8-9,27-28); Ensinam doutrinas dos homens (Mt 15:9, Lv 20:23, Is 8:20); Ensinam e agem de forma diversa dos apóstolos (Gal 1:8, I Tim 6:3, II Cor 11:4, Is 8:20); Estão em companhia de doutores, mestres, sábios, eruditos, especialistas... (II Tim 4:3, Jer 50:35-36); Estipulam metas, datas, prazos, resultados, quantidades...; Excomungam as sãs doutrinas e as pessoas que os condenam, denunciam, expõem... (Mt 5:11-12, 10:22,25, 12:24, Mc 3:22, João 16:2-3); Extrapolam o sentido da Liberdade que há em Cristo dizendo que é proibido proibir (I Cor 6:12); Falam de si próprios (Ez 13:3); Falam na primeira pessoa (“eu”) (João 5:43); Falam para orarmos pelo país, pelas nações e pelo mundo (João 17:9, Tg 4:4 e I João 5:19); Falsos pastores andam juntos com falsos profetas (Jer 5:31); Fazem comércio das coisas de Deus (Mt 27:12-13, Is 23:18, Ez 27:15 e 28:18); Fazem de Jesus um escravo, servo, empregado... (Mt 6:10, 7:21, 12:50, 26:42); Fazem do púlpito um circo ou palco de teatro; Fazem exigências e cobranças à Jesus (Mt 6:10, 7:21, 12:50, 26:42); Fazem falsos sinais e prodígios (Mt 24:24); Gostam de belos trajes/vestimentas (Ez 28:13, Mt 11:7-9, II Rs 1:7-8, Mt 3:4); Gostam de holofotes e platéia (Mt 6:1,5, 23:5, Lc 14:10); Gostam de poderes terrenos; Gostam de ritualismo e cerimônias (Is 1:11-16); Insaciáveis e amantes do prazer (Is 56:10-12, II Tim 3:4); Interpretam um versículo isoladamente fora do contexto dos demais (Mt 4:3-11, Is 28:13, Js 1:7, II Rs 17:13); Mandam-nos profetizar (repetir uma frase afirmativa de algo que irá supostamente acontecer como tivesse sido Deus quem falou/ordenou) isso e aquilo, mas a Bíblia diz para não ficarmos brincando de sermos profetas (Dt 13:1-5 e 18:20-22); Não admoestam/reprendem os que estão em erro (Ez 3:17-18); Não denunciam o pecado (Jr 23:9-18); Não possuem a Bíblia como única autoridade inerrante, máxima e suficiente (II Tim 3:16-17); Negam a auto-suficiência do Sacrifício de Jesus – pregam indulgências, simpatias, novenas, flagelos, obras expiatórias, correntes... (Mc 8:37); Negam Jesus (II Pe 2:1, Tt 1:16, Mt 10:33, II Tim 2:12, Jr 2:8); Negam o Senhorio de Jesus (II Pe 2:1); Negam que a Bíblia é a Palavra de Deus; Negam que a Bíblia é Perfeita, sem erros e sem falhas; O discurso preferido dos impostores é sobre paz, prosperidade e segurança para os que estão em pecado (Jr 15:15, 20:1-6, 26:8-11, Amós 5:10, Mt 23:29-36, At 7:51-53); Os seguidores dos falsos normalmente não seguem toda a Palavra de Deus; Os seguidores priorizam mais as experiências religiosas e as manifestações sobrenaturais do que o teor da Bíblia; Possuem cargos/ministérios hereditários; Possuem companherismo com seus rivais para juntos combaterem a Verdade como os escribas, saduceus, fariseus, herodianos... fizeram com Jesus e os seus discípulos (Mc 3:6, 11:18, 14:1,55, Lc 19:47); Possuem dogmas, credos, conceitos, filosofias, doutrinas, práticas... inquestionáveis (todos devem crer sem duvidar, indagar ou criticar, mesmo não tendo expresso e claro suporte bíblico); Pregam a guarda do Sábado, do Domingo ou de outro dia “santo” (Mt 12:8,11-12, Mc 2:27, Lc 13:15, João 5:16-17, Col 2:16, II Tim 4:2); Pregam a liderença do Espírito Santo (João 16:13, At 10:19-20, 13:2, 16:6, Rom 8:14) mas é notória a liderança e organização humanas (Mt 15:8-9, Jr 17:5, II tim 4:3-4, Col 2:8, Mt 21:23); Pregam a prosperidade financeira; Pregam a união entre todas as denominações/igrejas da Cristandade (e não a harmonia em Cristo e Sua Palavra); Pregam contra a piedade (I Tim 3:5 e 6:3); Pregam contra a santidade ao Senhor, dizendo que Deus não olha nossa aparência ou comportamento, mas que Ele só vê nosso coração; Pregam mensagens atraentes e agradáveis segundo o raciocínio carnal/humano – agradam e seduzem os homens; Pregam o caminho largo e fácil (Lc 13:24, Mt 7:13); Pregam obediência à Lei – negam a Graça (Rm 3:20, Gal 2:16, 5:1,18,22, Ef 2:8); Pregam o ecumenismo, que todos adoram o mesmo Deus e que todos somos filhos de Deus; Pregam que a marca da besta será um microchip ou um código de barras; Pregam que a religião do antiCristo ainda vai surgir; Pregam que Deus é um Deus de Amor e, por isso, não vai mandar ninguém ao Inferno; Priorizam a realização das curas e outros milagres (exageram, só ficam nisso, não evolui da fase dos 70 discípulos de Jesus) durante as pregações para impressionar, cativar e seduzir os leigos e incaltos; Proibem a leitura, acesso, posse... de passagens bíblicas, litúrgias, livros, estudos... que os desmascaram, denunciam, expõem... (I Tes 5:21); Proíbem determinados alimentos (I Tim 4:3, Atos 10:10-15 e 11:5-9, I Cor 10:25-27); Resistem à Verdade (II Tim 3:8, Gal 4:16, João 8:43-44,47, Jó 5:17); Retiram algum atributo, poder, título, autoridade, capacidade, propriedade... de Jesus; São amigos do mundo (Tg 4:4, I Jo 2:15, Amós 3:3, Ex 34:12, Jr 23:28); São arrogantes (II Tim 3:2); São atrevidos (II Tim 3:4); São aproveitadores (exploram as pessoas); São avarentos (II Pe 2:2, II Tim 3:2, I Cor 6:10, Ef 5:5, Rm 1:29); São barulhentos. Gostam de gritaria, fanfarra e algazarra (I Reis 18:28); São corruptos (Mq 3:11, Ex 23:8); São desonestos (I Cor 6:10, Mt 15:19); São egoístas (II Tim 3:2); São eloquentes pregadores, mas nem eles sabem o que dizem (I Tim 1:5-7, I Cor 4:20); São em maior número (Ex 23:2, Mt 7:13, I Reis 18:19-22); São estudados na sabedoria humana (Jo 3:9-10, I Cor 1:18,21,27 e 3:19, Mt 11:25, Lc 21:14-15, Col 2:8); São exclusivistas – apontam para denominações, grupos, entidades, congregações... (Lc 9:49-50, Mc 9:38-40); São exibicionistas - gostam de fazer demonstrações de sinais para impressionar (Mt 12:38-39, 16:4, Mc 8:12, João 10:40-41); São famosos, influentes e respeitados (Lc 6:26 e 19:47, Is 9:15); São hipócritas/falsos - não creêm e, muito menos, vivem o que pregam (I Tim 4:2, Ap 21:8, Jer 6:13, I Pe 2:1, I Cor 5:8, Mt 22:18 e 23:27-28); São homicidas – assassinos (João 8:44, At 7:52, I João 3:15, Ap 21:8 e 22:15); São idolatrados e/ou são idólatras – eles e/ou seus fiéis possuem ídolos (I Cor 6:9, Ef 5:5, Ap 22:15); São imediatistas (Mt 6:25-26); São invejosos/ciumentos (Gal 5:21,26, I Cor 3:3, I Pe 2:1, Tt 3:3, Rm 1:29, Mc 15:10); São irreverentes (II Tim 3:2); São libertinos/promiscuos (II Pe 2:2, Gal 5:16,19, II Cor 12:21, Ap 21:8, Mt 15:19, Tt 3:3); São materialistas (Mt 6:19-21,24, 13:2 e 16:26, Mc 10:23-24, Hb 11:26, Col 3:1, Ap 3:17); São mentirosos (Ap 21:8 e 22:15, Jr 14:14, Ez 22:28, Zc 13:3, João 8:43-44); São mercenários e abandonam as ovelhas (João 10:12); São os principais pregadores (Mt 20:18, 27:12,20, Mc 11:18, Lc 19:47, 23:10, João 12:10); São ou defendem quem são efeminados ou sodomitas (I Cor 6:9); São perversos (II Ts 3:2, II Tim 2:18); São preguiçosos (Is 56:10, Mal 1:13); São usurpadores; São vaidosos, orgulhosos, soberbos... (II Cor 11:12-13, Dt 18:22, Tg 4:6); São violentos/agressivos; Se apegam à Teologia (Mt 15:9, 16:11-12,23, Jo 3:10, 7:38, I Cor 2:4-5, Pv 3:5) ao invés da Bíblia e da Revelação Divina (Is 48:17, Jo 6:45, 14:26, 7:15); Se entregam à fábulas, mitos, estórias, lendas, folclore, tradições... (II Tim 4:4, Ap 21:8, Lv 20:23, Mt 15:2-3, II Pe 1:16, Col 2:8); Se entregam aos desejos da carne e de suas concupiscências (Ef 2:3, I Pe 4:2, Rm 7:5 e 8:1, Gn 39:7-20); Se ocupam mais com seus próprios desejos do que com a glória e honra de Deus (Lc 22:42); Seus seguidores possuem mais lealdade à pessoa do líder do que à Bíblia (João 5:43); Simulam/fingem a prática da caridade para atrair os leigos e incautos para o seu meio (Mt 6:1-4); Suas obras os denunciam (Tt 1:16, Mt 7:16); Tem aparência de piedade, mas negam a eficácia dela (II Tim 3:5, Mt 7:15 e 23:28); Violam a Palavra de Deus e ensinam os outros a violarem (Mt 5:19, I Tim 6:3, Ez 22:26); Vivem de excessos/extravagâncias (Os 5:1-2, Gal 5:21, Rm 14:17, Is 56:11-12); Não devemos nos deixar enganar pelas aparências (visão carnal ou raciocínio humano – II Cor 4:18 e 5:7), mas devemos ver as coisas com os olhos espirituais (sob o prisma de Deus), “visto que andamos por fé, e não pelo que vemos” (II Cor 5:7) e, para isso devemos consultar as Escrituras e buscar a revelação divina mediante à oração a Jesus (e não um mero conhecimento intelectual, racional ou filosofico sobre Jesus, pois ninguém pode ser convencido do pecado senão pelo Espírito Santo [Jo 16:7-8]; ninguém pode dizer que Jesus Cristo é O Senhor, senão pelo Espírito Santo [I Cor 12:3, Jo 15:26] e, ninguém pode conhecer a Verdade senão pelo Espírito Santo [Mt 16:13-17]). “E disse-lhes: Vós sois os que vos justificais a vós mesmos diante dos homens, mas Deus conhece os vossos corações, porque o que entre os homens é elevado, perante Deus é abominação.” (Lucas 16:15). Assim, pecado é toda e qualquer desobediência (por ação, omissão, pensamento, sentimento ou desejo – Mt 5:8,28) à vontade de Deus. É fazer o que desagrada a Deus ou deixar de fazer o que agrada a Deus. É não se importar com Deus e sua Palavra. É não amar a Deus de todo o coração, alma, pensamento, entendimento e vivência. É agir por conta própria (excluir/ignorar Deus e sua Palavra - (Rm 8:7-8 com Tg 4:2-4). É rejeitar o amor de Deus. É recusar o sacrifício de Jesus. É darmos ouvidos ao maligno. É fazermos a vontade de Satanás. É agradarmos o diabo. É termos intimidade com Lúcifer. É satisfazermos plenamente a vontade da carne. É nos entregarmos aos prazeres da carne e deste mundo. É fazermos com os outros aquilo que não gostaríamos que fizessem conosco. É não fazermos aos outros o que gostaríamos que fizessem para nós. É falta de amor ao próximo. É colocarmos qualquer coisa acima ou em igualdade a Deus. É tudo aquilo que nos afasta (distancia, separa...) de Deus e sua Palavra... "Mestre, qual é o grande mandamento na lei? E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas." (Mt 22:36-40). "E o escriba lhe disse: Muito bem, Mestre, e com verdade disseste que há um só Deus, e que não há outro além dele; E que amá-lo de todo o coração, e de todo o entendimento, e de toda a alma, e de todas as forças, e amar o próximo como a si mesmo, é mais do que todos os holocaustos e sacrifícios." (Mc 12:32-33). "Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus." (I João 3:10). Portanto, é equivocado pensar que pecado é simplesmente e tão somente desobedecer os dez mandamentos (Êx 20). Também é errado pensar que pecado é somente fazer aquilo que foi expressamente proibido na Bíblia e/ou deixar de fazer aquilo que a Bíblia expressamente manda fazer. Em síntese, não há um rol (relação, tabela, lista..) exaustivo, mas meramente exemplificativo (ilustrativo). "Porventura dá graças ao tal servo, porque fez o que lhe foi mandado? Creio que não. Assim também vós, quando fizerdes tudo o que vos for mandado, dizei: Somos servos inúteis, porque fizemos somente o que devíamos fazer." (Lc 17:9-10). "Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento,(...)." (Lc 3:8). "(...) se convertessem a Deus, fazendo obras dignas de arrependimento." (At 26:20). "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma." (I Cor 6:12). "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam." (I Cor 10:23). "E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm; Estando cheios de toda a iniqüidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães; Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia; Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem." (Rom 1:28-32). Alguns exemplos de condutas cristãs: Alimentam e protegem as ovelhas (Jr 3:15 e 23:4, Ez 34:23, João 21:17, At 20:28 e I Pe 5:2); Amam, exaltam, glorificam e honram à Jesus (João 14:6 e 16:13-14, At 2:11,36 e 10:44-46, II Cor 8:23, Fp 1:20, Lc 9:26); Amor sincero - não fingido (Gal 5:22, II Cor 6:6, I Tim 6:11, I Cor 13, Rom 12:9 e 5:5); Benignidade (Gal 5:22, Col 3:12, Rm 11:22, II Cor 6:6); Bondade (Gal 5:22, II Cor 6:6, Rom 15:14, Ef 5:9, II Ts 1:11); Ciência divina (Sl 119:66, Jr 3:15, Rm 11:33, I Cor 8:11, II Cor 6:6 e 8:7, Fp 1:9, II Pe 1:5); Colocam a Palavra de Deus em primeiro lugar (II Tim 3:16, Jo 7:38 e 15:7); Conduzem as ovelhas à santificação (At 26:18, I Cor 6:18, II Cor 6:16-18); Constância (I Tim 6:14); Defendem as Escrituras e a fé que foi dada aos santos (Jo 15:7, Fip 1:16 e Jd 3); Fazem de coração a obra de Deus (I Pe 5:2); Fé (Gal 5:22); Fraternidade (Rm 12:10, I Ts 4:9, Hb 13:1, I Pe 2:17, II Pe 1:7); Gozo (Gal 5:22); Incentivam, estimulam e priorizam a leitura de toda a Bíblia e não apenas de fragmentos dela (II Tim 3:16); Julgam/analisam todas as coisas e reteêm o que é bom (I Tes 5:21); Levam a salvação aos perdidos (I Cor 9:19-22); Longanimidade (Gal 5:22, II Cor 6:6, Ef 4:2, Col 1:11 e 3:12, Rm 2:4, II Tim 3:10 e 4:2); Mansidão (Gal 5:22, I Tim 6:11, Ef 4:2, Mt 11:29, Col 3:12); Não buscam glórias humanas (I Tes 2:6); Não confiam em homens (Mt 10:17, Rom 3:4, Jer 17:5, Sl 118:8); Não exigem ser custeados (I Tes 2:7, II Tes 3:8, Mt 10:8); Não falam difícil, mas usam linguajar simples (I Cor 2:1,4-5); Não há escândalos em suas vidas – são irrepreensíveis (II Cor 6:3, Tt 1:7, I Tim 3:2); Não possuem malícia (Sl 34:21, Jó 15:35, Mt 22:18, At 13:10, Rm 1:29, I Cor 5:8 e 14:20, Ef 4:31); Não pregam para agradar aos homens (I Tes 2:4-5); Não priorizam os negócios deste mundo (II Tim 2:4); Não são astutos – são ingênuos (II Cor 4:2); Não são dados à bebida alcóolica (I Tim 3:3, Rom 14:21); Não são famosos, populares ou influentes; Não são precipitados/afobados (I Tim 5:22); Não se apegam a dinheiro ou a riquezas materiais (I Tim 6:9-10, Sl 37:16, At 3:6, Mt 16:26); Paciência (II Cor 6:4, II Tim 2:24, II Pe 1:6); Paz (Gal 5:22); Piedade (I Tim 4:7 e 6:11, II Pe 1:6); Possuem consciência limpa/tranqüila (Rom 13:5, I Cor 10:25, II Cor 1:12, I Tim 1:5,19, 3:9, 4:2, II Tim 1:3, Hb 10:22 e 13:18); Pregam sobre Jesus e Sua Palavra e condenam o pecado e a apostasia (Mt 23 e Lc 3:18-20) desafiando a santidade aparente, superficial, hipócrita, fingida, forçada e oca das pessoas; Pregam em conformidade com as Escrituras (Is 8:20); Repudiam, fogem, condenam... as diversões pecaminosas e os prazeres ímpios sem odiar os que estão em pecado; São a minoria (Dt 7:7, Lc 12:32, Mt 7:13); São caridosos (II Pe 1:7, Dt 10:11); São exemplo para o rebanho (I Tim 4:12 e I Pe 5:3); São justos (I Tim 6:11, Mt 1:19, 3:15, 5:6,20, 13:43, 25:37,46, Gal 3:11, Tt 1:8, Tg 5:16); São odiados (Mt 10:22); São perseguidos (Mt 5:11-12, João 16:2-3); São pessoas humildes (II Cor 10:1, Ef 4:2, Fp 2:3, Mt 11:29, Mt 18:4, Atos 20:19, Col 3:12, I Pe 5:5); São prudentes (Mt 7:24, 10:16, 24:45 e 25:1-13); São servos (Mt 20:26, Lc 22:26); São simples (Mt 10:16, II Cor 1:12 e 11:3, Col 3:22); Sofrem aflições e tribulações (II Cor 6:4-5, II Tim 1:7 e 4:5, Sl 34:19, Ap 2:9 e 21:4) pelo nome de Jesus (Ap 2:3); Sofrem privações (II Cor 6:4); Temperança (Gal 5:22, II Pe 1:6); Virtude (Lc 6:19, 8:46 e 9:1, At 1:8, 3:12, 8:10 e 10:38, Rm 15:13 e 15:19 e II Pe 1:5); Assim suas características (personalidade, comportamento, modo/estilo de vida) se identificam com a própria vida de Cristo, dos apóstolos, dos santos e dos profetas (I Cor 4:16 e 11:1, Ef 5:1, Fp 3:7, I Ts 1:6, II Ts 3:9, Hb 6:12 e 13:7), pois eles “são epístolas vivas lidas por todos” (II Cor 3:2-3), vez que a mente/consciência deles foram transformadas pelo Espírito Santo de Jesus, ou seja, após o arrependimento, tiveram um novo nascimento (e não um mero conhecimento intelectual, racional ou filosofico sobre Jesus, pois ninguém pode ser convencido do pecado senão pelo Espírito Santo [Jo 16:7-8]; ninguém pode dizer que Jesus Cristo é O Senhor, senão pelo Espírito Santo [I Cor 12:3, Jo 15:26] e, ninguém pode conhecer a Verdade senão pelo Espírito Santo [Mt 16:13-17]) e passaram a ter um novo proceder/comportamento pelo fato do Espirito de Jesus os conduzir. "E, PONDO Paulo os olhos no conselho, disse: Homens irmãos, até ao dia de hoje tenho andado diante de Deus com toda a boa consciência." (At 23:1). "E por isso procuro sempre ter uma consciência sem ofensa, tanto para com Deus como para com os homens." (At 24:16). "Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados. Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados. Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei; Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os; No dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho." (Rm 2:12-16). "EM Cristo digo a verdade, não minto (dando-me testemunho a minha consciência no Espírito Santo):" (Rm 9:1). "A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder; Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus. Todavia falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam; Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória; A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória. Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam. Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus. Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus. As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais. Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido. Porque, quem conheceu a mente do SENHOR, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo." (I Cor 2:4-16). "Porque a nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência, de que com simplicidade e sinceridade de Deus, não com sabedoria carnal, mas na graça de Deus, temos vivido no mundo, e de modo particular convosco." (II Cor 1:12). "E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente. Entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração; Os quais, havendo perdido todo o sentimento, se entregaram à dissolução, para com avidez cometerem toda a impureza. Mas vós não aprendestes assim a Cristo, Se é que o tendes ouvido, e nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus; Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; E vos renoveis no espírito da vossa mente; E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade. Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros. Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira. Não deis lugar ao diabo. Aquele que furtava, não furte mais; antes trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade. Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem. E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção." (Ef 4:17-30). "Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida." (I Tim 1:5). "Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?" (Hb 9:14). “"Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim." (Gal 2:20). "Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa," (Hb 10:22). Saiba mais em nos estudos: “NINGUÉM NASCE CRISTÃO” - http://macfly.multiply.com/journal/item/60 “EXEMPLO DE ORAÇÃO DE NOVOS CONVERTIDOS” - http://macfly.multiply.com/journal/item/78. "Pastores x Lobos" em http://macfly.multiply.com/journal/item/189 "Pecado é exatamente o oposto da atitude e da vida que se enquadram em , "Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento". Se você não está fazendo isso, você é um pecador. Não importa quão respeitável você seja; se você não está vivendo inteiramente para a glória de Deus, você é um pecador. E quanto mais você imaginar que é perfeito em si mesmo e independentemente de sua relação com Deus; maior será o seu pecado. (...). O cúmulo do pecado é a pessoa não sentir necessidade da graça de Deus. Não existe pecado maior do que esse. Infimamente pior do que cometer algum pecado da carne é você achar que é independente de Deus, ou achar que Cristo jamais precisou morrer na cruz do Calvário. Não há maior pecado do que esse. A auto-suficiência final, a auto-satisfação final e a justiça própria, é o pecado dos pecados; é o cúmulo do pecado, porque é pecado espiritual." (Reconciliação: Método de Deus - Exposição sobre Efésios 2 - Editora PES, trecho extraído de http://br.geocities.com/momentoscomjesuscifras/reforma/pecado2.htm). “O Novo Testamento Descreve o Pecado como: 1 - Errar o Alvo; como o arqueiro que atira e erra; Errar o caminho; como viajante que sai do caminho certo. 2- Dívida: O homem deve a Deus a guarda de seus mandamentos; todo pecado cometido é contração de uma dívida. Incapaz de pagá-la, a única esperança do homem é ser perdoado, ou obter remissão da dívida (Mateus 6:12). 3 - Desordem: ''O pecado é iniquidade, literalmente desordem (1º João 3:4): a) o pecador é um rebelde e um idólatra, porque deliberadamente quebra um mandamento, ao escolher a sua própria vontade ao invés de escolher a vontade de Deus; pior ainda, está se convertendo em Lei para si mesmo e, desta maneira, fazendo do ''eu'' uma divindade'; b) o pecado começou no coração de Lúcifer que disse: Eu serei; em oposição à vontade de Deus (Isaias 14:13-14). c) o anticristo é o sem-lei (tradução literal de iníquo), porque se exalta sobre tudo que é adorado ou que é chamado Deus (2º Tessalonicenses 2:4-9). d) o pecado é essencialmente obstinação e obstinação é pecado. O pecado destronaria a Deus. Na cruz de Jesus, poderiam ter sido escritas estas palavras: O pecado fez isto! 4 - Desobediência: Literalmente, ouvir mal, ouvir com falta de atenção (Hebreus 4:2, Lucas 8:18). 5 - Transgressão: Literalmente, ir além do limite. Os mandamentos de Deus são cercas, que impedem o homem de entrar em território perigoso e, desta maneira, sofrer prejuízo para sua alma (Romanos 4:15). 6 - Queda: falta, ou cair para um lado, no grego donde a expressão: cair no pecado. Pecar é cair num padrão de conduta (Efésios 4:17). 7 - Derrota - é o significado da palavra queda, em Romanos 11:12. Ao rejeitar a Cristo, a nação judaica sofreu uma derrota e perdeu o propósito de Deus. 8 - Impiedade: de uma palavra que significa sem adoração, ou reverência. O homem ímpio é o que dá pouca ou nenhuma importância a Deus e às coisas sagradas. Estas não produzem nele nenhum sentimento de temor ou reverência. Ele está sem Deus porque não quer saber de Deus (Romanos 1:18; 2º Timóteo 2:16). 9 - O Erro: descreve aqueles pecados cometidos como fruto da ignorância, e, dessa maneira, diferenciam-se daqueles pecados cometidos presunçosamente, apesar da Luz esclarecedora. O homem que, desafiadoramente, decide fazer o mal, incorre em maior grau de culpa do que aquele que é apanhado em falta, a que foi levado por sua debilidade (Hebreus 9:7).” (http://www.aleluia.com.br/ceb/rudimentos/rud_arrep1.htm). A Bíblia (Gênesis 3) relata que no paraíso, Satanás seduziu Eva com palavras persuasivas, cheias de argumentos, lógica, raciocínio carnal, sentido intelectual, sabedoria mundana, filosofia... dando-lhe justificativas (desculpas, motivos, razões, excusas, vantagens...) para não fazer o que Deus mandou, ou seja, para pecar. O pecado já foi cometido na mente de Eva ao deixar de lado o que Deus disse e ouvir o que o diabo disse. O ato externo posterior (“provar do fruto proibido”) foi somente a manifestação do pecado já concebido/consumado em pensamento. Aprofundando mais, constata-se que Eva ao querer saber as coisas como Deus ("... se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal." - Gn 3:5), praticou ato de inveja, cobiça, usurpação, rebelião, traição, insubordinação, insubmissão... a Deus. Do mesmo modo, Eva ao querer ser como Deus, também praticou tais pecados (inveja, cobiça, usurpação, rebelião, traição, insubordinação, insubmissão...). Para saber mais, veja os estudos: "COMO O PECADO E OS DEMÔNIOS ENTRAM EM NOSSAS VIDAS" em http://macfly.multiply.com/journal/item/120 "O PECADO NUNCA SE FARTA E NUNCA SATISFAZ AS PESSOAS" em http://macfly.multiply.com/journal/item/54 "A Estratégia de Satanás" - http://macfly.multiply.com/journal/item/50 "O PORTAL DE PÉROLA NA ENTRADA DO REINO DOS CÉUS" - http://macfly.multiply.com/journal/item/47 “DESCULPAS PARA NÃO SERVIR A CRISTO” - http://macfly.multiply.com/journal/item/187 "Pseudas informações Cristãs – Conhecimento inútil" em http://macfly.multiply.com/journal/item/126 “NINGUÉM NASCE CRISTÃO” - http://macfly.multiply.com/journal/item/60 "O Segredo do Perdão" em http://macfly.multiply.com/video/item/42 Assim, não importa quais sejam os argumentos, vantagens, razões, explicações, contextos, situações, circunstâncias.... tem sempre que ficar (permanecer, guardar, manter...) o que Deus disse. "Qualquer que comete pecado, também comete iniqüidade; porque o pecado é iniqüidade." (I João 3:4). "Toda a iniqüidade é pecado (...)." (I João 5:17). Romanos 14:23 “(…); e tudo o que não provém de fé é pecado.” 1 João 5:17 “Toda injustiça é pecado, (…)” "Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha. E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda." (Mt 7:24-27). "Quem é de Deus escuta as palavras de Deus; por isso vós não as escutais, porque não sois de Deus." (João 8:47). "Eu sou a luz que vim ao mundo, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas. E se alguém ouvir as minhas palavras, e não crer, eu não o julgo; porque eu vim, não para julgar o mundo, mas para salvar o mundo. Quem me rejeitar a mim, e não receber as minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o há de julgar no último dia." (João 12:46-48). "Quem não me ama não guarda as minhas palavras; (...)." (João 14:24). "Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito." (João 15:7). "Se eu não viera, nem lhes houvera falado, não teriam pecado, mas agora não têm desculpa do seu pecado." (João 15:22). "Se eu entre eles não fizesse tais obras, quais nenhum outro tem feito, não teriam pecado; mas agora, viram-nas e me odiaram a mim e a meu Pai." (João 15:24). "Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado." (Tg 4:17). "E acontecerá que toda a alma que não escutar esse profeta será exterminada dentre o povo." (Atos 3:23). "Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro; Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre." (I Pedro 1:22-23). Assim, por exemplo, a Bíblia diz que Deus é o próprio amor (I João 4:8), portanto, Deus é a fonte do amor. Assim que não ama seu próximo, não tem parte com Deus. "Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?" (I João 4:20). Para saber mais, veja os estudos: "TER FÉ SIM, MAS FÉ EM QUE OU EM QUEM E COMO?" em http://macfly.multiply.com/journal/item/29 “Louvar a Deus não salva ninguém” - http://macfly.multiply.com/journal/item/14 "COMO SE CULTUA DEUS?" em http://macfly.multiply.com/journal/item/62 Assim, Deus é Perfeito, Santo e Eterno enquanto o homem é imperfeito, pecador e mortal. Um grande abismo separa-os. Mas o homem sente que lhe falta algo, tem um vazio e está continuamente a procurar alcançar Deus e a vida abundante, através dos seus próprios esforços: vida reta, boa moral, filosofia, etc. Como o homem é pecador e está separado de Deus, por isso não pode conhecer, ter contato/intimidade e nem experimentar o amor e o plano de Deus enquanto permanecer no pecado. 3) DEUS PLANEJOU E CUMPRE O SOCORRO PARA SUA VIDA Deus provou o Seu amor para conosco pelo fato de ter Jesus Cristo (Deus feito carne) morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. Pode ser que alguém se disponha a morrer no lugar de algum amigo ou parente a quem muito ama, mas morrer por um assassino, ladrão, adúltero, mentiroso, bêbado, viciado, prostituta, etc, ou por alguém que nunca lhe deu a mínima, só Jesus foi capaz de faze-lo. "Porque dificilmente haverá quem morra por um justo; pois poderá ser que pelo homem bondoso alguém ouse morrer. Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós". (Romanos 5:7-8). Jesus se humilhou, tomou forma humana, veio ao mundo, sofreu, morreu e ressuscitou graças a um plano elaborado por nosso maravilhoso Deus. Se isso não tivesse acontecido viveríamos até os dias de hoje nas mãos do diabo e de seus demônios, cometendo todo o tipo de iniqüidades. Iniqüidades estas que vemos nos dias de hoje feitas por pessoas que vivem longe de Deus (pessoas que preferiram viver a vida conforme a sua própria vontade e esqueceram-se de Deus). Temos por obrigação levar O Plano de Salvação para todas estas pessoas que vivem longe de Deus e são usadas por demônios para praticarem todo mal que às vezes nem imaginamos que alguém seja capaz de cometer. O ser humano não é capaz de cometer certas barbaridades, que vemos acontecer, mas quando ele dá a oportunidade aos demônios dominarem sua vida, ele se torna uma perigosa arma para os outros. Pense nisso e ensine as pessoas que existe um Deus, que esse Deus as ama, que quer chamá-las de filhos e que nenhum pecado é imperdoável. Ensine que basta (Rom 10:9-10): receber a Jesus Cristo como único Senhor da sua vida e seu suficiente Salvador (João 14:6); se arrepender de seus pecados; e, confessar-Lhe os erros cometidos, pedindo-Lhe perdão, para se tornar uma nova criatura, tendo o Espírito Santo como seu companheiro diário. Aceitar e seguir Jesus não é virar religioso. Dizer que Jesus é Senhor da sua vida não o obriga a seguir uma religião, igreja, denominação ou ministro. Jesus veio para ser exemplo e para que seguíssemos os seus ensinamentos. Nenhuma outra pessoa, entidade, obra ou coisa nos levará a morada eterna ao lado de Deus. Somente em Jesus Cristo temos salvação. Somente sob a liderança do Espírito Santo de Jesus (e não dos homens e de suas organizações e filosofias) é que somos conduzidos pelo Caminho da salvação. A salvação é um presente de Deus, não é mérito nosso (Ef 2:8-9). "Porque a vontade de meu Pai é que todo o que olhar para o Filho e nele crer tenha a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia" (João 6:40). Cristo afirma: "Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (uma vida plena e com propósito) (João 10:10). “1 QUEM deu crédito à nossa pregação? E a quem se manifestou o braço do SENHOR? 2 Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos. 3 Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. 4 Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. 5 Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. 6 Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos. 7 Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca. 8 Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido. 9 E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; ainda que nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca. 10 Todavia, ao SENHOR agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do SENHOR prosperará na sua mão. 11 Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniqüidades deles levará sobre si. 12 Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores.” (Isaias 53). “E VOS vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados, Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência. Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos), E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus; Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus. Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas. (...) Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades.” (Ef 2:1-10,13-16). “Ao meio-dia, ó rei, vi no caminho uma luz do céu, que excedia o esplendor do sol, cuja claridade me envolveu a mim e aos que iam comigo. E, caindo nós todos por terra, ouvi uma voz que me falava, e em língua hebraica dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? Dura coisa te é recalcitrar contra os aguilhões. E disse eu: Quem és, Senhor? E ele respondeu: Eu sou Jesus, a quem tu persegues; Mas levanta-te e põe-te sobre teus pés, porque te apareci por isto, para te pôr por ministro e testemunha tanto das coisas que tens visto como daquelas pelas quais te aparecerei ainda; Livrando-te deste povo, e dos gentios, a quem agora te envio, Para lhes abrires os olhos, e das trevas os converteres à luz, e do poder de Satanás a Deus; a fim de que recebam a remissão de pecados, e herança entre os que são santificados pela fé em mim.” (Atos 26:13-18). “Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas.” (I Pe 1:9). “Arrependam-se, e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos seus pecados, e receberão o dom do Espírito Santo.” (Atos 2:38). Veja, ainda, os vídeos: "O Plano de Deus para o Homem" em http://macfly.multiply.com/video/item/183/O_Plano_de_Deus_para_o_Homem "SALVAÇÃO" em http://macfly.multiply.com/video/item/264 "ESTA FOI A SUA VIDA - PROJETO JESUS LUZ DO MUNDO" em http://macfly.multiply.com/video/item/186/ESTA_FOI_A_SUA_VIDA_-_PROJETO_JESUS_LUZ_DO_MUNDO "Aceite a Jesus hoje, antes que seja tarde!!!" em http://macfly.multiply.com/video/item/263/Aceite_a_Jesus_hoje_antes_que_seja_tarde "A Graça de Deus" em http://macfly.multiply.com/video/item/184 "O Segredo do Perdão" em http://macfly.multiply.com/video/item/42 POR QUE É QUE A MAIORIA DAS PESSOAS NÃO CONHECEM ESSA "VIDA EM ABUNDÂNCIA"? COMO SE FAZ PARA SABER A VERDADE? COMO CONHECEMOS A JESUS? Não é possível conhecermos a Jesus e nem sabermos a verdade pelo mero conhecimento intelectual, racional ou filosofico sobre Jesus, pois ninguém pode ser convencido do pecado senão pelo Espírito Santo (Jo 16:7-8); ninguém pode dizer que Jesus Cristo é O Senhor, senão pelo Espírito Santo (I Cor 12:3, Jo 15:26) e, ninguém pode conhecer a Verdade senão pelo Espírito Santo (Mt 16:13-17). Se, ainda, não encontrou ou entendeu as respostas às perguntas acima, procure nos seguintes estudos: "O ESPÍRITO SANTO PODE CONTRADIZER-SE?" em http://macfly.multiply.com/journal/item/18 "O CRISTÃO DEVE SE APEGAR A SABEDORIA HUMANA?" em http://macfly.multiply.com/journal/item/20 "FÉ, CIENCIA E SABEDORIA HUMANAS" em http://macfly.multiply.com/journal/item/19 "TER FÉ SIM, MAS FÉ EM QUE OU EM QUEM E COMO?" em http://macfly.multiply.com/journal/item/29 "PONDO JESUS E SUA PALAVRA EM PROVA" em http://macfly.multiply.com/journal/item/66 "ERUDITOS ESPECIALISTAS EM JESUS" em http://macfly.multiply.com/journal/item/109 "Pseudas informações Cristãs – Conhecimento inútil" em http://macfly.multiply.com/journal/item/126 "Sobre as ÁGUIAS E OUTRAS AVES" em http://macfly.multiply.com/journal/item/194 "Colunas da verdade" em http://macfly.multiply.com/journal/item/204 4) JESUS CRISTO É A ÚNICA SALVAÇÃO! ÚNICO REMÉDIO PARA O PECADO. POR MEIO DELE SE CONHECE E RECEBE O AMOR E O PLANO DE DEUS POR QUE? SÓ ELE MORREU EM NOSSO LUGAR "Mas Deus prova o seu próprio amor para connosco, pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores" (Romanos 5:8). “Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.” (João 15.13). “Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e nós devemos dar a vida pelos irmãos.” (1 João 3:16). “Mas este, havendo oferecido um único sacrifício pelos pecados, assentou-se para sempre à direita de Deus, daí por diante esperando, até que os seus inimigos sejam postos por escabelo de seus pés. Pois com uma só oferta tem aperfeiçoado para sempre os que estão sendo santificados.” (Hebreus 10.12-14). SÓ ELE RESSUSCITOU DENTRE OS MORTOS "Cristo morreu pelos nossos pecados... foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras." (I Coríntios 15:3,4). Todos os túmulos famosos no mundo - a Abadia de Westminster em Londres. o Túmulo de São Tomé na Índia, o "Túmulo do Soldado Desconhecido", em Waschington, ou os muitos outros túmulos em Israel, - são famosos pelos corpos que contém. Mas isto não acontece com o túmulo de Jesus. Ele é o único no mundo famoso pelo que NÃO contém. Ele estava vazio na primeira manhã da Páscoa e continuou assim. o túmulo vazio é um lembrete constante da mensagem do anjo às mulheres: "Ele não está aqui: ressuscitou, como havia dito." - Temos evidencia ainda maior: mais de QUINHENTAS testemunhas oculares, muitas das quais conhecemos pelo nome. Os testemunhos daqueles que viam o Jesus ressurreto nos proporcionam uma evidência poderosa que não pode ser desprezada: Jesus realmente viveu depois de ter sido crucificado. a importância deste fato não passou despercebida ao Dr. Lucas, o cuidadoso historiador do primeiro século que disse a respeito dos discípulos: "A estes também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, como muitas provas incontestáveis, aparecendo-lhes durante quarenta dias e falando das coisas concernentes ao reino de Deus." Estas "provas infalíveis" são, mais do que tudo, as acerca de quinhentas pessoas que testemunharam o Cristo ressurreto. Todas elas juntas contituem uma evidência esmagadora em qualquer tribunal do mundo. ELE É O ÚNICO CAMINHO "Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." (João 14:6). "Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem." (I Tim 2:5). “Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, porquanto vive sempre para interceder por eles.” (Hebreus 7:25). “Mas agora alcançou ele ministério tanto mais excelente, quanto é mediador de uma melhor aliança que está confirmada em melhores promessas.” (Hebreus 8:6). “E por isso é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna.” (Hebreus 9:15). “E a Jesus, o Mediador de uma nova aliança, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o de Abel.” (Hebreus 12:24). “Tudo que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.” (João 6:37). “E sujeitou todas as coisas a seus pés (de Jesus) e, sobre todas as coisas, o constituiu como cabeça da igreja, que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos.” (Efésios 1.21-23). “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.” (Atos 4:12). “E, DEPOIS destas coisas ouvi no céu como que uma grande voz de uma grande multidão, que dizia: Aleluia! Salvação, e glória, e honra, e poder pertencem ao Senhor nosso Deus;” (Apocalipse 19:1). “Pois foi do agrado de Deus que nele habitasse toda a plenitude, e por meio dele reconciliasse consigo todas as coisas, tanto as que estão na terra quanto as que estão no céu, estabelecendo a paz pelo seu sangue derramado na cruz. Antes vocês estavam separados de Deus e, em suas mentes, eram inimigos por causa do mau procedimento de vocês. Mas agora ele os reconciliou pelo corpo físico de Cristo, mediante a morte, para apresentá-los diante dele santos, inculpáveis e livres de qualquer acusação, desde que continuem alicerçados e firmes na fé, sem se deixar afastar da esperança do evangelho. Este é o evangelho que vocês ouviram e que tem sido proclamado a todos os que estão debaixo do céu, do qual eu, Paulo, me tornei ministro.” (Colossenses 1:19-23). SÓ ELE PERDOA NOSSOS PECADOS “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus seu Filho nos purifica de todo pecado.” (1 João 1:7). “Filhinhos, escrevo-vos porque pelo seu nome, vos são perdoados os pecados.” (1 João 2:12). “Porque a lei foi dada por meio de Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo” (João 1:17). “o qual (Jesus) se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo.” (1 Timóteo 2.6). “Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.” (Romanos 3:24). SÓ ELE É DEUS, É INOCENTE, SEM PECADO, PERFEITO E PURO "Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito;" (I Pe 3:18). "Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus;" (Hb 7:26). Lv 26:11-12 – “Porei o meu Tabernáculo no meio de vós ... andarei no meio de vós ...” (Js 5:13-15; Jr 14:9; Ez 37:27; Am 5:17; Sf 2:7, 3:15,17; Zc 2:14-15, 8:3; Nm 35:34). Por causa disso Mt 1:23 diz que Jesus é Deus conosco (Emanuel). Mt 3:1,3 – “E, naqueles dias, apareceu João Batista ... Porque este é o anunciado pelo profeta Isaías, que disse: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor ...” (Is 40:3, 35:8; Ml 3:1). Por isso é dito de João Batista: “E tu, ó menino, serás chamado profeta do Altíssimo, porque hás de ir ante a face do Senhor, a preparar os seus caminhos” (Lc 1:76; Mc 1;2-4,7; Lc 3:2-4; João 1:23; Mt 11:7-10). Col 2:9 – “Pois Nele habita corporalmente toda a plenitude da Divindade.” Por causa disso é dito que Jesus (Filho) é o “Cristo” (Ungido); ou seja, Aquele onde o Espírito Santo faz morada (Aquele que tem o Espírito Santo), por isso se diz Ungido de Deus. Col 1:15 – Jesus é a imagem do Deus invisível (II Cor 4:4). João 15:24 – “... viram a mim e a meu Pai ...”; Col 1:19 – “Pois foi do agrado do Pai que toda plenitude nele habitasse.” (João 8:19, 14:7-10). Is 63:9 – “Não foi um mensageiro ou um anjo, mas a sua própria face os salvou ... Ele mesmo os resgatou” (Zc 9:16; Os 13:4,9; Lc 1;68); como em Dn 3;24-25 e Js 5:13-15 (Veja Ex 14:14, 33:16 e Dt 23:13-14). "Porque assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu, eu mesmo, procurarei pelas minhas ovelhas, e as buscarei." (Ez 34:11). "Eu mesmo apascentarei as minhas ovelhas, e eu as farei repousar, diz o Senhor DEUS." (Ez 34:15). "Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas." (João 10:11). O corpo (Filho) é Deus velado (escondido , disfarçado...) em carne humana; é um véu que separa o Santo do Santo dos Santos. O corpo (Filho) é o único meio de ver Deus (Col 1:15); é o Espírito Santo (Deus) velado, escondido dentro do corpo (Tabernáculo) (João 2:19-21 , 8:29 ; Mt 27:50-51 ; Hb 10:19-20 ; Ap 21:22-23). Qual é o nome do Pai? João 17:11 –“Pai Santo guarda-os em teu nome, o nome que tu me deste ...” (João 5:43 , 17:12). E que nome é esse? É Jesus, por isso é que Ele tem um nome sobre todo nome (Fp 2:9; Ef 1:21), porque é o nome de Deus (Mt 1:21; Ex 23:20-22 com Is 63:9). At 20:28 –“O Espírito Santo vos constituiu bispos para apascentares a Igreja de Deus, a qual Ele comprou com seu próprio sangue” (Ap 7:14). Diz que Deus (Espírito Santo) comprou a Igreja com seu próprio sangue, ou seja, Jesus Cristo na cruz do Calvário. "E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Deus se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória." (I Tim 3:16). "(...) Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto (...)." (Gn 22:8). A morte de Jesus foi pagamento da dívida do pecador para com Deus, quem deveria pagar pelos seus erros seria o próprio homem, mas, ele não tinha condições suficientes para isso. Então Jesus assumiu a dívida e tornou-se culpado em lugar do pecador, por pura misericórdia de Deus. O que Adão tinha no princípio? Vida eterna! Ao pecar, Adão nos fez perder tudo! O que ele nos fez perder? Éramos herdeiros do mundo. Tínhamos Vida eterna; nunca teríamos que morrer. Nunca ficaríamos doentes. Nunca ficaríamos velhos. Nunca teríamos nenhuma preocupação. Não haveria nenhum funeral, nenhuma sepultura, nenhum mal, nenhuma morte, nenhum cabelo grisalho, nenhum ombro inclinado, nenhum lamento, nenhum choro. Teríamos Vida Eterna. Teríamos a jurisdição sobre toda a terra. Éramos simplesmente um deus (isto é tudo) sobre a terra com Adão foi antes de pecar e precisar trabalhar para ter seu sustento. Assim, o primeiro Adão trouxe o pecado e a perdição ao mundo. O último Adão [Jesus] nos trouxe, com Sua morte, a libertação do poder do pecado e da morte. Deus rompeu o abismo que nos separava Dele ao tomar forma humana e morrer na cruz em nosso lugar para pagar o castigo de nossos pecados (Ez 18.20 e Rm 6.23). Somente o próprio Deus pode cumprir sua lei. Somente Deus se fazendo carne, pode pagar o preço (sangue inocente) de nossa redenção. Todos nós estávamos condenados à escravidão e à morte por causa dos pecados. Ele tomou sobre si a condenação de todos nós. Ele pagou a nossa dívida/pena. Não só isso, como Ele nunca pecou (inocente), seu sacrifício atinge não só todos os nossos pecados passados, mas também todos os presentes e os futuros. Exemplificando, é como se devéssemos à um agiota e Jesus dá um talão de cheques assinados em branco ao agiota para pagar todas as nossas dívidas e nos deixar em paz para sempre, exigindo um recibo de plena quitação de todas as nossas dívidas. Quando uma pessoa possuía uma dívida que não pudesse ser paga, seu credor se tornava senhor (proprietário) absoluto de sua vida, ou seja, o devedor se tornava um escravo do credor, o qual, podería torturá-lo, mutilá-lo, esquartejá-lo e matá-lo como bem lhe aprouvesse. Assim Jesus tomou o nosso lugar e sofreu tudo isso por nós. Em Jesus foi cumprida a condenação/punição dos pecados. Somos salvos pelo Sangue de Deus mediante a sua morte substitutiva à nossa. Pela Lei de Deus (Antigo Testamento – Lv 25:25) somente um parente podia remir/redimir a dívida de alguém (exemplo, Boaz remindo Rute – Rute 2:19-20). Assim o redentor tinha que ser parente do devedor. Por isso, Deus precisou se fazer carne (tomar forma humana) para poder nos remir e para poder sangrar até a morte por nós, pois sem o derramamento de sangue inocente não há remissão dos pecados. O Redentor deve ser parente e a única forma pela qual Deus poderia se tornar nosso parente, é se tornando um de nós (carne e sangue). Então, Ele não poderia vir em sua forma original (Espírito) e nem se tornar um Anjo para nos redimir, pois precisaria ter seu sangue derramado até a morte. Redimir significa libertar desatar as cadeias e tornar livre, isentar de culpa. Através da morte, Jesus resgatou o homem, isto é, libertou-o do cativeiro da escravidão do pecado, pois ao receber Jesus, o homem é liberto do poder do pecado e da morte. O primeiro justo a morrer foi Abel (Mt 23:35), que foi morto pelo seu irmão gêmeo Caim [Gn 4:8], o qual era do maligno [I João 3:12]), mas o sangue de Abel, apesar de ser de um justo, estava sob a maldição do pecado gerado por seus pais, Adão e Eva (por isso Jesus teve que nascer de uma virgem = não vir do ato sexual como Adão [primeiro homem] também não veio) e, assim, não poderia nos redimir. Mesmo assim, o sangue de Abel, por ser de um justo, clamava a Deus por Justiça (Gn 4:9-10), então, quanto mais o sangue de Jesus? "E a Jesus, o Mediador de uma nova aliança, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o de Abel." (Hb 12:24). Boaz remindo Rute (Rute 2:19-20) é uma sombra de Jesus redimindo sua Noiva. Jesus nos comprou pra si do diabo. Éramos posses/propriedades do maligno e Jesus nos comprou. De escravos/servos do diabo passamos a ser súditos/servos de Jesus, o qual, ainda, nos oferece a adoção, ou seja, nos possibilita tornár-mo-nos seus filhos, logo, príncipes celestiais (filhos do Rei dos reis). Deus poderia muito bem matar todo mundo e destruir toda a criação e começar tudo do zero/nada de novo, mas não fez isso (o que Lhe seria mais fácil, prático, simples e menos trabalhoso), porque se afeiçoou de nós e por causa desse amor, não mediu e não mede esforços para nos trazer de volta para junto de Si. Ao ressuscitar, Jesus derrotou a morte para todo o sempre. Assim, a morte não tem mais poder sobre nós. Morremos com a morte de Jesus e temos a vida eterna com a sua ressureição. Lembre-se de que Jesus era (e é) nosso procurador (representante, preposto, advogado, substituto...). Desse modo, foi como se tivesse sido nós que fomos torturados, carregamos a cruz, fomos crucificados e ressuscitamos. Ele fez tudo isso por nós e em nosso lugar. Foram nossos pecados que o colocou na cruz. Jesus levou voluntariamente sobre Si na cruz a maldição do pecado, que deveria cair sobre nós. Lá, onde nós deveríamos estar dependurados, Jesus esteve em nosso lugar, pagando o preço da nossa salvação. Assim fomos libertos da maldição. Ele o fez por todas as pessoas, para que ninguém tivesse de se perder, a não ser quem rejeitar essa oferta. Você não pode comprar a vida eterna, e com certeza não a merece, mas ela é oferecida como um dom gratuito. O Tabernáculo, o sacerdócio e o sistema de sacrifícios do Antigo Testamento apontavam para a vinda do Senhor Jesus e para o trabalho que ele iria executar. Todas aquelas coisas eram meras ilustrações de verdades celestiais maiores os quais ministram em figura e sombra das coisas celestes (Col 2:17 e Hb 8:5 e 10:1). O primeiro redentor foi um cordeiro, no jardim do Éden, oferecido por Abel a Deus, simbolizando o sacrifício que Jesus faria (Col 2:17 e Hb 8:5 e 10:1). Abel soube por revelação divina (Hb 11:4) qual era o plano de Deus e o que agradava a Deus, por isso teve sua oferenda aceita por Deus, enquanto Deus recusou a de Caim (Gn 4:3-5). No Antigo Testamento ou antiga Aliança, uma das funções/utilidade do sangue dos cordeiros sacrificados era servir de proteção (escudo, defesa...). Assim, os judeus, por ordem divina, passaram o sangue dos cordeiros nos umbrais/batentes das portas de suas casas para servir de sinal aos anjos da morte para não tocar em ninguém daquelas casas e só matarem os primogênitos das casas que não tivessem esse sinal (Êx 12:7,12-13). Assim, debaixo do sangue do sacrifício estamos protegidos, mas se sairmos de debaixo dele não esatremos mais (Êx 12:22-23). Outra utilidade era permitir a comunhão com Deus. Moisés pegou um pouco do sangue de cordeiro e despejou parte dele sobre o altar. Depois ele pegou hissopo, mergulhou-o na bacia e aspergiu um pouco do sangue nos doze pilares (representando as doze tribos de Israel). Finalmente, Moisés mergulhou o hissopo na bacia e aspergiu o sangue sobre o povo. Este sangue cobrindo povo, selou o acordo/aliança! A aspersão do sangue deu aos israelitas pleno acesso a Deus, com alegria. Nesta ocasião o sangue não tinha nada a ver com perdão e remissão de pecado mas, antes, com comunhão. Eles agora ficaram santificados, purificados preparados para estarem na presença de Deus. Ainda no Antigo Testamento, o cordeiro para o sacrifício tinha que ser sem mácula/defeito (Ex 12:5, Lv 5:15,18, 6:6, 9:2, 23:12,18, Nm 6:4, 28:11, 29:26,29,36) e o sangue dele era aspergido sobre o altar (Ex 29:16), o qual (sangue) servia para a expiação dos pecados (Lv 5:16); por isso, Jesus é chamado de Cordeiro (Is 53, João 1:29 e I Pe 1:19). "Tomará o sangue do novilho e, com o dedo, o aspergirá sobre a frente do propiciatório; e diante do propiciatório, aspergirá sete vezes do sangue, com o dedo." (Levítico 16:14). Essa passagem simboliza a interecessão do sangue de Jesus durante as sete etapas de sua Igreja (Ap 2:1 a 3:22). A obediência do povo à Lei de Moisés indicava a sua fé em Cristo a Quem a Lei de Moisés apontava (Gal. 3:24). Não era o próprio sangue dos touros e dos bodes que tiravam os pecados, mas Cristo a Quem eles representavam(Heb 10:4-14). Antes de Jesus Cristo os sacrifícios de cordeiros eram continuamente oferecidos, mas nenhum deles era suficiente para livrar o homem do pecado, pois não era sangue humano inocente. Contudo, o sacrifício oferecido por Jesus foi único e eterno, pois, além de sangue humano, era o sangue de Deus (sem defeito, perfeito, eterno...). Dessa forma, após o sacrifício de Jesus, não faz mais nenhum sentido os sacrifícios de animais, pois o sangue de Jesus Cristo nos purifica de todo o pecado (I Jo:1.7). Jesus asperge Seu próprio sangue em nós quando, pela fé, nós recebemos Sua obra completada no Calvário. Esta não é uma aspersão física; antes, é uma transação legal e espiritual. Ele asperge o sangue nos nossos corações em resposta à nossa fé. O sangue de Jesus não produzirá algum efeito nas nossas almas, até que verdadeiramente creiamos no poder de Seu sacrifício no Calvário. Jesus foi batizado por imersão, pois o Cordeiro tinha que ser lavado antes de ser sacrificado (Ex 29:17; Lv 1:9,13 ...), e os sacerdotes antes de ministrarem a expiação pelo pecado se banhavam em água (Lv 8:6; Ex 30:21; Lv 16:24); além de outras passagens sobre sacrifícios voluntários e purificação (Lv 14:8-9; 15:13; Dt 23:11; II Rs 5:10), as quais são sombras do que havia de vir (Hb 10:1 com Col 2:17 e I Cor 13:9-10,12 ). Veja também Lv 15:13; 22:6; Hb 10:22 com At 22:16 e Tg 2:7 com At 2:38. Por isso Lv 22:8 diz: “... não comerá das coisas sagradas, senão depois de banhar o seu corpo em água.” ; pois ninguém pode participar da ceia do Senhor, sem ser batizado. João 13:10 – “Disse Jesus: Aquele que já se banhou ...” Não diz aquele que já foi aspergido, mas sim, que já se banhou; ou seja, que foi batizado por imersão (Is 1:16 e 4:4). Jesus disse na cruz antes de expirar: "Está consumado" (João 19:30), imediatamente antes de entregar o espírito e morrer fisicamente. Essa frase "Está consumado", quando plenamente compreendida, deve convencê-lo que o Purgatório não pode existir, pois o significado mostra que o sacrifício de Jesus na cruz pagou toda a dívida do pecado! Quando Jesus disse a palavra "consumado", o texto bíblico usa uma palavra grega que era utilizada nas transações comerciais e significava "a dívida está quitada"! No antigo Império Romano, quando uma pessoa quitava uma dívida, a palavra Tetelestai era carimbada no documento, declarando que a dívida estava quitada, nada mais havendo a reclamar! Portanto, quando Jesus disse "Está consumado", usou a palavra comercial que declarava a todos, para sempre, que pagou totalmente a dívida do pecado! Essa palavra, "Tetelestai", está indelevelmente carimbada na conta de todo aquele que aceita o sacrifício de Jesus Cristo, e nasce de novo. Como não existe "resíduo do pecado" que precisa ser purificado, não há nenhuma razão para a existência do Purgatório! O sacrifício de Jesus na cruz pagou totalmente a dívida do pecado! O sacrifício de Jesus só é válido para aquele que acredita nesse fato e se compromete com ele. Imagine o condenado que se recusa a aceitar que outro tome seu lugar na sua punição. Ou o devedor que se recusa a aceitar que outrem pagua sua dívida. Assim são as pessoas que recusam Jesus. Os pecados do coração e as ofensas contra Deus podem ser apagados somente pelo sangue de Jesus Cristo. Somente o sacrifício de Jesus Cristo, o inocente, pode satisfazer a lei justa e santa. Não pode ser o batismo, nem a hóstia, nem o vinho, nem a confirmação, nem o seu nome no rol dos membros duma igreja; mas Jesus ofereceu-Se, uma vez, a Si mesmo. Este é o sacrifício aceitável a Deus. E este sacrifício sendo perfeito não precisa ser repetido. A cena do Calvário não será repetida. O sangue precioso de Jesus Cristo, que Ele derramou voluntariamente na cruz do Calvário, é suficiente para apagar todos os pecados de todos aqueles que crêem. Deus não aceita outra coisa para perdoar você e eu. Com esse sacrifício Ele comprou nosso perdão, mas, para que recebamos o perdão de nossos pecados, e para ganharmos a salvação, devemos nos arrepender de nossos pecados, pedir perdão e aceitar a JESUS como nosso Salvador e SENHOR de nossas vidas, e confirmarmos nossa aceitação a CRISTO, sendo batizados em águas por submersão (mergulhado, afundado na água). Depois do batismo devemos levar uma vida de oração, ler a Bíblia, para estarmos em comunhão com DEUS. Devemos ser obedientes a Palavra Sagrada, termos uma vida diferente, guiada por JESUS, levando uma vida santa, espiritual, morrendo para o mundo. Você deve se entregar completamente a Jesus. Pois, se Ele deu a vida a você, essa vida não provém de ti, e sim Dele. Portanto, não pertence mais a ti mesmo, e sim a Ele Jesus. Terá de viver para Ele, que é o teu Senhor. Pois, você morreu para o mundo, foi crucificado com Ele lá na cruz. De modo que se vive, o faz em Seu nome. Conseqüentemente uma vez que você ganhou a vida eterna, não é para viver segundo a tua carne ou vaidade da carne, que foi crucificado lá na cruz. Entenda: Você pertence a Deus se aceitar a Jesus. COMPRADOS PARA QUÊ? Já que Jesus nos comprou (da servidão ao diabo e ao pecado) com seu sangue, devemos perceber que na realidade não temos controle sobre a nossa vida. Fomos comprados, e estamos agora sob o senhorio de nosso novo Mestre. 1 Cor. 7:23 – “Vocês foram comprado e pagos por Cristo; então vocês pertencem a ele (...).” 1 Cor. 6:19-20 (Phi) – “(...) Vocês não são donos de seus próprios corpos (...).” 1 Cor. 6:19-20 (NVI) – “Vocês não são de si mesmos; vocês foram comprados por alto preço (...).” 1 Cor. 6:19-20 (Jer) – “Vós não sois propriedades de si mesmos; fostes comprados e pagos.” Romanos 3:24-25 (NVI) – “(...) sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus. Deus o apresentou como sacrifício para propiciação mediante a fé, pelo seu sangue (...).” Colossenses 1:14 (Liv) – “(...) foi ele que comprou nossa liberdade com seu sangue e perdoou nossos pecados.” Atos 2:28 (Liv) - "E agora, cuidado! Alimentem e pastoreiem o rebanho de Deus - a igreja, que foi comprada com seu sangue - pois o Espírito Santo os considera responsáveis como pastores". Efésios 1:7 (NVI) – “Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça de Deus,” Hebreus 10:29 (BLH) – “Então, o que acontecerá com os que desprezam o Filho de Deus e consideram como coisa sem valor o sangue do acordo de Deus, que os purificou? E o que acontecerá com quem insulta o Espírito do Deus que o ama? Imaginem como será pior ainda o castigo que essa pessoa vai merecer!” Êxodos 12:7-12-13 (RA) – “(...) Tomarão do sangue e o porão em ambos os umbrais, e na verga da porta, nas casas em que o comerem (...) Porque naquela noite passarei pela terra do Egito, e ferirei na terra do Egito todos os primogênitos, desde os homens até os animais; executarei juízo sobre todos os deuses do Egito: Eu sou o Senhor. O sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes: quando eu vir o sangue, passarei por vós, e não haverá entre vós praga destruidora, quando eu ferir a terra do Egito". Romanos 5:9 (RC) – “Logo muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira.” 1 Pedro 2:24-25 (NVI) – “Ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça; por suas feridas vocês foram curados. Pois vocês eram como ovelhas desgarradas, mas agora se converteram ao Pastor e Bispo de suas almas.” Efésios 2:13 (RA) – “Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo.” Hebreus 9:15-22 (Phi) Cristo é, conseqüentemente, o administrador de um acordo totalmente novo, tendo o poder, pela virtude da sua morte, para redimir as transgressões cometidas sob o primeiro acordo... Pois, assim como no caso de um testamento, o acordo é valido somente após a morte. Enquanto o testador [a pessoa a quem se refere o testamento] viver, o testamento não tem poder legal. E, na verdade, vemos que mesmo o primeiro acordo do testamento de Deus foi sancionado com o derramamento de sangue... "Este é o sangue do acordo que Deus fez com vocês". E vocês verão que na Lei quase todas as coisas são purificadas por meio de sangue - isto está implícito em vários lugares; "Sem derramamento de sangue não há remissão de pecado". 1 Cor. 6:18-20 (TEB) Fugi da fornicação. Qualquer outro pecado que o homem comete é fora do corpo, mas o fornicador peca contra seu próprio corpo. Vocês não sabem que seu corpo é o templo do Espírito Santo, e que o Espírito é o dom de Deus para vocês? Vocês não pertencem a si mesmos; foram comprados por um preço. Portanto, honrem Deus em seu corpo. Tito 2:14 (NVI) ... que se entregou por nós a fim de nos remir de toda maldade e purificar para si mesmo um povo particularmente seu, dedicado à prática de boas obras. Apocalipse 5:9-10 (NVI) e eles cantavam um cântico novo: "Tu és digno de receber o rolo e de abrir os seus selos, pois foste morto, e com teu sangue compraste para Deus homens de toda tribo, língua, povo e nação. Tu os constituíste reino e sacerdotes para o nosso Deus, e eles reinarão sobre a terra". Efésios 1:13-14 (NVI) ... Nele, quando vocês ouviram e creram na palavra da verdade, o evangelho que os salvou, vocês foram selados com o Espírito Santo da promessa. Ele é a garantia da nossa herança até a redenção daqueles que pertencem a Deus, para o louvor da sua glória. Apocalipse 12:11 (TEB) Nossos irmãos ganharam vitoria sobre [Satanás] por causa do sangue do Cordeiro, e pela verdade que proclamaram; e eles estavam dispostos a entregar suas vidas e morrer. Romanos 14:8 (RA) Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. Quer, pois, vivamos ou morramos, somos do Senhor. Romanos 6:20-22 (RA) Porque, quando éreis escravos do pecado, estáveis isentos em relação à justiça. Naquele tempo que resultados colhestes? Somente as coisas de que agora vos envergonhais; porque o fim delas é morte. Agora, porém, libertados do pecado, transformados em servos de Deus, tendes o vosso fruto para a santificação, e por fim a vida eterna; porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor. Romanos 6:23 (Phi) O pecado PAGA seus servos: o salário é a morte. Mas Deus DÁ àqueles que o servem, seu dom gratuito é a vida eterna através de Jesus Cristo nosso Senhor. Conheça mais de Jesus nos vídeos: "Quem é e quem foi Jesus?" em http://macfly.multiply.com/video/item/261 Conhecendo Jesus Cristo no Evangelho em http://macfly.multiply.com/video/item/259/Conhecendo_Jesus_Cristo_no_Evangelho “Santa Ceia - Isaias 53” em http://macfly.multiply.com/video/item/148/Santa_Ceia_-_Isaias_53 "Jesus, o único nome que salva" em http://macfly.multiply.com/video/item/32 "Jesus, o único Caminho!" em http://macfly.multiply.com/video/item/180 5) PRECISAMOS ACEITAR O CONVITE DE JESUS DE TÊ-LO COMO NOSSO ÚNICO DEUS, SENHOR E SALVADOR. SÓ ENTÃO PODEREMOS CONHECER E EXPERIMENTAR O AMOR E O PLANO DE DEUS PARA A NOSSAS VIDAS. PRECISAMOS RECEBER JESUS CRISTO "Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; a saber; aos que crêem no seu nome" (João 1:12). RECEBEMOS JESUS PELA FÉ "Porque pela graça sois salvos; mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não das obras, para que ninguém se glorie" (Efésios 2:8-9). RECEBEMOS JESUS POR MEIO DE UM CONVITE PESSOAL "Eis que estou à porta, e bato: se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa" (Apocalipse 3:20). Receber Jesus implica num desejo de mudança de vida, uma nova atitude para com Deus, é deixar de confiar em nossos próprios esforços, crendo que Jesus, ao entrar em nossos vidas faz de nos aquilo que Ele quer que sejamos. Estes dois círculos representam dois tipos de vida: O "Eu" no centro da vida. Cristo do lado de fora da vida. Ações e atitudes controladas pelo "Eu", resultando em discórdias e frustrações. Cristo no centro da vida. O "Eu" do lado de fora da vida. Ações a atitudes controladas por Cristo, resultando em harmonia com o plano de Deus. Qual dos dois círculos representa a sua vida? Qual deles desejaria que representasse sua vida? VOCÊ PODE RECEBER A JESUS AGORA MESMO EM ORAÇÃO Tudo o que precisas fazer para ser salvo é receber a Pessoa de Jesus Cristo, pela fé. É necessário creres e confiares no sacrifício expiatório de Jesus Cristo realizado na cruz. Cristo morreu por ti e pelos teus pecados. Mas é preciso crer e declarar isso pessoalmente. Aceitar Jesus como seu Senhor é renunciar as coisas deste mundo para servir-Lhe exclusivamente. Não é uma expressão da boca para fora e também não é ir a uma igreja. Envolve uma completa submissão ao nome de Jesus, sua palavra (Bíblia sagrada) e a sua vontade. Ao aceitá-lo como Senhor estamos nos colocando na posição de servo para obedecer a sua Palavra e renunciar nossas antigas crenças, costumes, hábitos e comportamentos que nos afastavam do Senhor Jesus. A Bíblia usa o terno nascer de novo, para indicar que há necessidade de morrermos para o mundo e nascer em nova vida para Jesus. É importante ressaltar que a decisão que você venha a tomar favoravelmente, é uma questão de fé, esta que vem de Deus, e não dos homens. Isto é, a salvação vem pela fé, que provém de Deus. Nós não podemos decidir por você, nem tampouco salvá-lo. Se você se entregou a Jesus, tal como foi descrito acima, isso porque o Espírito Santo, que provém de Deus te tocou, e te transformou. E essa entrega se faz onde quer que você esteja: Em casa, no escritório, na praça, na rua, sozinho no seu quarto, etc. É o momento em que você toma a decisão mais importante da sua vida. E somente você é que pode fazer isso. Todos nós temos o grande desejo de que você tome essa decisão. Pois, é a sua vida que está em jogo. Terá de confessar a Jesus como Senhor perante os homens. Isto é, declarar que Jesus é Senhor da tua vida. Não deve se envergonhar desse testemunho. Uma vez que ele é o glorioso Deus em pessoa. Talvez pareça um pouco difícil para você. Mas esse Jesus a quem nós acreditamos, não é aquela figura ridícula que fizeram dele, e que se encontra espalhado nas mídias (cinema, teatro, tv, ilustrações, altares de igrejas, etc.), pois, tudo isso é mentira, e feito intencionalmente, justamente para desacreditá-lo perante o mundo. Assim como o crente é visto de maneira pejorativa (fanático, ignorante, etc.), e a questão de Deus, pecado, bíblia e assuntos correlatos é tratada como assunto inadequado para o nosso século. O verdadeiro Jesus é o Deus todo poderoso, o príncipe, o Rei de Israel, o Justo Juiz, o Soberano Eterno, cheio de glória e majestade, e que julgará as nações, e lançará a Satanás e seus anjos no lago do fogo. "A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação." (Rom 10:9-10). “Se confessarmos os nossos pecados, Ele é Fiel e Justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda injustiça.” (I Jo 1:9). "Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, E toda a língua confessará a Deus." (Rom 14:11). "Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai." (Fp 2:10-11). Orar é falar espontanemanete e diretamente com Jesus e não repetir frases feitas por outras pessoas. "E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que, por muito falarem serão ouvidos". (Mat. 6:7). A oração é o estabelecimento de um diálogo do homem com Deus, sendo que, devemos estar atentos a resposta de Deus, que vem através de nosso espírito ou através das circunstâncias exteriores. É através da oração que nós colocamos nossas ansiedades nas mãos de Deus, crendo que Ele é poderoso para nos dar paz interior, e resolver nossos problemas da melhor maneira possível para nosso crescimento espiritual. Quando somos iluminados por Deus, em nossa consciência, de nossos pecados, nós devemos imediatamente pedir perdão a Deus, através da oração, pedindo para sermos lavados pelo seu sangue, e nossos pecados seram perdoados. Afinal o que é a oração? A melhor definição encontra-se, é obvio, na Bíblia. Nenhum conceito teológico expressa com a mesma clareza e simplicidade o que ela significa. A oração é segundo as Escrituras, uma via de mão dupla através da qual o crente , com se clamor, chega à presença de Deus, e este vem ao seu encontro, com as respostas (Jr 33:3 " Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes."). A oração é fruto espontâneo da consciência de um relacionamento pessoal com o Todo-Poderoso, onde não há espaço para o monólogo, pois quem ora não apenas fala, mas também precisa estar disposto a ouvir. É um diálogo onde o crente aprofunda sua comunhão com Deus e ambos conversam numa linguagem que tem como intérprete o Espírito Santo (Rm 8:26-27 "Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira, com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que ele intercede pelos santos.") . A oração deve ser feita somente à Jesus e invocando unicamente o seu santo nome: "E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei." (João 14:13-14). Veja o video: “A Bílbia Ensina Como Orar” em http://macfly.multiply.com/video/item/41 Deus conhece o seu coração e está mais interessado na atitude do seu coração do que nas suas palavras. Abaixo damos três exemplos de oração: "Senhor Jesus, eu preciso de ti. Abro a porta da minha vida e recebo-te como meu Salvador e Senhor. Toma conta da minha vida. Agradeço-te porque perdoas os meus pecados e aceitas-me como sou. Desejo estar dentro do teu propósito para minha vida. Amém." “Pai de amor, obrigado(a) por me amar primeiro, e pela oportunidade que me dás de poder entregar minha vida nas Tuas Mãos. Perdoa os meus pecados, escreva o meu nome no Livro da Vida e me ajude a seguir e principalmente praticar a Tua vontade. Pai Celeste eu (diga o seu nome) declaro com a minha boca, que creio no meu coração que Jesus Cristo, o Teu Filho Amado é o meu Senhor e Salvador, Ele foi ressuscitado dentre os mortos por Ti, está assentado a Tua direita, e pela fé na Tua Palavra creio que estou salvo. A partir deste momento, não sou mais perdido, sou um salvo em Cristo Jesus o meu Salvador, em nome de Jesus Cristo eu Te agradeço. Amém.” ===EXEMPLO DE ORAÇÃO DE NOVOS CONVERTIDOS - http://macfly.multiply.com/journal/item/78 O sentido desses exemplos de oração expressa o desejo do seu coração? Se assim for, faça-a agora mesmo e Jesus entrará em sua vida, como prometeu. COMO SABER QUE JESUS ESTÁ NA SUA VIDA Recebeu Jesus no seu coração? De acordo com a promessa de Apocalipse 3:20, onde está Cristo agora? Cristo disse que entraria na sua vida, Ele enganaria? Baseado em que autoridade sabe que Deus respondeu á sua oração? Na fidelidade do próprio Deus e da Sua Palavra. ===A BÍBLIA PROMETE VIDA ETERNA A TODOS OS QUE RECEBEM JESUS "E o testemunho é este, que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está no seu Filho. Aquele que tem o Filho tem a vida; aquele que não tem o Filho de Deus não tem a vida. Estas coisas vos escrevi a tim de saberdes que tendes a vida eterna" (1 João 5:11-13). Agradeça sempre a Jesus por habitar em ti e porque Ele nunca o deixará (Hebreus 13:5). Pode saber que Cristo vivo habita em si, e que tem a vida eterna, desde o momento que convidou, baseado na sua promessa. Ele não decepciona. E as emoções? ===NÃO DEPENDA DAS EMOÇÕES A nossa autoridade é a promessa da Palavra de Deus e não as nossas emoções. O cristão vive pela fé (confiança) na fidelidade de Deus e da sua Palavra. Este diagrama do comboio ilustra a relação entre fato (Deus e a sua Palavra), fé (nossa confiança em Deus e na sua Palavra) e emoção (o resultado da nossa fé e obendiência) (João 14:21). A locomotiva correrá com o vagão ou sem ele. Entretanto, seria inútil o vagão tentar puxar a locomotiva. Da mesma forma, nós, como cristãos, não dependemos de sentimentos ou emoções, mas colocamos a nossa fé (confiança) na fidelidade de Deus e nas promessas da sua Palavra. Para saber mais, veja o estudo:=== "COMO DEVE SER A PREGAÇÃO/CULTO? COM CONTEÚDO OU COM EMOÇÕES?" em http://macfly.multiply.com/journal/item/26 AGORA QUE ===RECEBEU CRISTO UMA NOVA VIDA COMEÇOU Desde o momento que entregou a sua vida a Jesus, Ele passou a ser o seu Senhor e Salvador. Senhor, porque passa a governar a sua vida, e Salvador, porque Ele o salvou. Como está escrito: "Assim que se alguém está em Cristo, nova criatura é, as coisas velhas já passaram eis que tudo se fez de novo". (II Coríntios 5:17). Agora que você está em Cristo, é uma nova criatura, é outra pessoa, as coisas do passado, passaram. Você nasceu de novo, para uma nova vida de vitória e sucesso em Jesus. No momento em que, num ato de fé, recebeu Cristo, diversas coisas aconteceram, inclusive as seguintes: 1) Cristo entrou na sua vida (Apocalipse 3:20 e Colossenses 1:27). 2) Os seus pecados foram perdoados (Colossenses 1:14). 3) Tornou-se filho de Deus (João 1:12). 4) Começou a viver a nova vida para a qual Deus criou-o (João 10:10; 2 Coríntios 5:17 e 1 Tessalonicenses 5:18). ===SUGESTOES PARA O SEU CRESCIMENTO ESPIRITUAL Crescimento espiritual é o resultado de se confiar em Jesus Cristo. "O justo viverá pela fé (Gálatas 3:11). Uma vida de fé capacitá-lo-á a confiar em Jesus de maneira crescente em todos os aspectos da sua vida, e a praticar o seguinte: C onverse com Jesus em oração diariamente (João 15:7). R ecorra a leitura diária e estudo da Palavra de Deus (Atos 17:11). E steja disposto a obedecer à vontade de Jesus (João 14:21). S eja uma testemunha de Jesus, no viver e no falar (Mat. 4:19; João 15:8). C onsagre a Jesus a sua pessoa, tempo e talentos (1 Cor. 6:19,20). E spere de Jesus a orientação para a vida (1 Pedro 5:7). R eceba o poder do Espírito Santo de Jesus para uma vida abundante (Atos 1:8; Gálatas 5:16,17). NUNCA OLHE PARA TRÁS Jesus disse: "Ninguém que lança a mão no arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus". (Lucas 9:62) "Mas aquele que preserverar até ao fim, esse será salvo". (Mateus 24:13). Só porque você aceitou Jesus e recebeu a vida Eterna, não quer dizer que pode voltar para a velha vida e fazer as coisas erradas que fazia. Significa que, agora, você começou a seguir a Jesus e deve continuar até ao fim; você deve pôr a sua confiança em Jesus, e fazer o melhor que sabe da Palavra de Deus. Pode pensar em algo mais maravilhoso que lhe pudesse ter acontecido do que receber Cristo? Gostaria de agradecer a Deus agora mesmo, em oração, aquilo que Ele fez por si? O próprio ato de agradecer a Deus revela fé. ===TENHA UMA VIDA DE ORAÇÃO Ore todos os dias. Orar é falar com Deus. À medida que, você ora todos os dias, e medita na Palavra de Deus, o seu espírito desenvolve-se e você cresce e tem boa comunhão com Deus. "Pedi e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei e abrir-se-vos-á, porque aquele que pede recebe; e o que busca encontra; e ao que bate se abre". (Mateus 7:7-8). ==LEIA A BÍBLIA REGULARMENTE A Biblia é a Palavra de Deus, é onde você conhece os pensamentos de Deus e a Sua vontade. Se você conhecer a palavra de Deus, o diabo não poderá enganá-lo, com doenças, crises financeiras, etc... porque você sabe o que está escrito: "Pelas suas pisaduras fomos sarados." "O meu Deus suprirá todas as vossas necessidades..." (I Pedro 2:24; Filipenses 4:19). A ESCOLHA DOS AMIGOS Antes de entregar a sua vida a Jesus, certamente, você tinha amigos. Agora que você segue a Jesus deve conviver com pessoas que também seguem a Jesus. Vai deixar os velhos amigos? Fale-lhes de Jesus e se eles por qualquer razão não concordarem, então você vai ter de pôr Jesus em primeiro lugar, e não os seus amigos. "BEM - AVENTURADO o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores" . (Salmo 1:1). "Já por carta vos tenho escrito, que não vos associeis com os que se prostituem; Isto não quer dizer, absolutamente, com os devassos deste mundo, ou com os ava- rentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque, então, vos seria necessário sair do mundo Mas, agora, vos escrevi, que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal, nem ainda comais " . (I Coríntios 5:9-11). O MUNDANISMO "Não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo, constitui-se inimigo de Deus ..." (Tiago 4:4). "(...) guardar-se da corrupção do mundo." (Tg 1:27). "(...) havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo." (II Pe 1:4). "Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro." (II Pe 2:20). "Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre." (I Jo 2:15-17). Satanás é o princípe deste mundo (I João 5:19; João 7:7, 12:31, 14:30, 15:19 e 16:11; Ef 2:2; I Cor 1:21 e 2:12) e é ele que está a preparar toda a terra para a vinda do anti-cristo, e está também a tentar desviar a humanidade de Deus, através de legalismo, ateísmo, religião, feitiçarias, avareza, adultério, etc... A Biblia diz que, quando você entregou a sua vida a Jesus, embora esteja no mundo, já não pertence ao mundo. Isto é, não deve viver como o mundo vive: cheio de confusão, subornos, vidas ilícitas, esquemas, mentiras, adultérios, infidelidades, etc. Não siga na mesma direcção, vivendo para agradar a homens, para manter as aparências, para manter a sua reputação aos olhos dos homens, etc. Ocupe-se em seguir a Jesus e a fazer o que Jesus diz, porque este mundo em breve acabará e todas as suas obras acabarão também, mas se você fizer o que Jesus diz, permanecerá para sempre. MANTENHA A ÊNFASE EM JESUS Em nossa sociedade, a lealdade às igrejas toma o lugar da lealdade a Jesus Cristo. Algumas pessoas colocam a igreja acima de Jesus Cristo e servem a igreja acima de tudo (idolatria). Estas pessoas pensam sobre seu serviço a Deus em termos de encontrar a igreja, juntar-se à igreja e permanecer fiéis à igreja. Apostasia, para eles, é deixar a igreja (e não a Palavra). Em termos bíblicos, a igreja é simplesmente aqueles que estão seguindo a Jesus. Nosso foco, ênfase, e lealdade são com o Cristo (e não para com as organizações, lideranças e ensinamentos humanos). Outras pessoas colocam a igreja entre Cristo e o homem, pensando nela como uma instituição através da qual Deus fala ao homem e o homem a Deus. Mas Cristo é o único mediador entre Deus e o homem (1 Timóteo 2:5). Eu não procuro Deus através da igreja; a igreja é o povo que está procurando e seguindo a Deus. Cristo, não a igreja, tem que dominar nossas vidas. ===EVITE PENSAMENTOS ERRADOS O conceito de uma estrutura hierárquica entre igrejas, de tal maneira penetra em nossa sociedade que é difícil de evitar. A Bíblia não ensina o conceito de uma igreja sendo parte de um grupo de igrejas. Assim como não devemos pensar que a igreja seja a mediadora entre o homem e Deus, não devemos pensar em alguma organização como mediadora entre a congregação e Deus. Cada pessoa que segue a Cristo, segui-lo-á diretamente, sem lealdade a qualquer grupo ou rede de igrejas, pois estará sob a lideranaç do Espírito Santo e não dos homens e suas organizações. ===TESTEMUNHE DE JESUS Testemunhar, significa dar a conhecer aos outros aquilo que nós próprios sabemos, ou declarar um fato real que nós presenciamos ou experimentamos. Testemunhar de Jesus é você dizer aos seus amigos, familiares, etc, aquilo que Jesus fêz na sua vida. Testemunhar de Jesus é uma tarefa de todo o cristão. ===COMO FAZÊ-LO? Mencione os versículos que falem de Salvação. Não tente convencer as pessoas pelo intelecto, racionamento ou razão. A sua tarefa é só falar a Palavra de Deus sobre Salvação (semear a boa semente). Quem convence as pessoas é o Espírito Santo. A tarefa da pessoa é aceitar e ouvir. Não discuta com a pessoa, tentando obrigá-la a aceitar Jesus. Apenas plante a semente e deixe o Espírito Santo regar. Seja sábio, não fale de Jesus a torto e a direito, a toda a gente que lhe aparecer pela frente, mas se deixe ser guiado pelo Espírito Santo.

Criar um Site Grátis Incrível | Criar uma Loja online Grátis | Sites Grátis | Free Websites | Wordpress e Prestashop Grátis