CRISTO É A VERDADE

Translate this Page

Rating: 3.0/5 (2980 votos)



ONLINE
1





http://www.comcms.com.br/

PODEIS VÓS CENSURAR OS MANDAMENTOS DO SENHOR?


 

 

Disse Jesus aos que eram da religião dos saduceus,: Errais vós em razão de não saberdes as Escrituras nem o poder de Deus (Marcos 12.24). E ainda hoje, muitos, por não conhecerem as Escrituras e nem o poder de Deus, continuam a censurar e colocar dúvidas nas doutrinas do Senhor, o qual afirmou de forma imperativa: Um Novo Mandamento vos dou(João 13.34).

 

            E qual o significado dessa Nova Aliança, no tempo graça? Mas a incredulidade vem por parte de irmãos sem entendimento espiritual ou quando a Palavra reprova os interesses particulares de alguém:

Vamos exemplificar: Em Marcos 16.15, Jesus ordenou aos seus discípulos à pregar o Evangelho, porque a salvação virá pela doutrina do Novo Testamento (I Coríntios 15.1 e 2), entretanto, o versículo mais pregado hoje é Malaquias 3.10. E ao anunciarmos que o dízimo é abolido na graça, os interessados se apóiam no Antigo Testamento, exumam a lei que Cristo suprimiu na cruz, tentando justificar-se.

            Outra doutrina que tem incomodado a muitos e principalmente as irmãs, trata-se da citação bíblica que ordena às mulheres permanecerem caladas nas igrejas e serem submissas aos maridos (I Coríntios 14.34 e 35; I Timóteo 2.11 e 12; Efésios 5:22 e 5.23). Mas muitas irmãs ignoram a Palavra, e exercem ministérios semelhantes aos homens. Alguns não temem em afirmar que o apóstolo Paulo discriminou a mulher, como se as cartas às igrejas, fossem opinião pessoal do apóstolo.

            Mas precisamos entender que o conteúdo bíblico, não é uma opinião particular de Paulo, de Pedro ou de quem quer que seja. Toda Palavra divinamente inspirada, fora escrita segundo a vontade de Deus. Meditem:

            A segunda carta de Pedro 1.20 e 21, descreve que: Nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação; porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.

            O que está legitimamente ratificado em II Timóteo 3.16 e 17, onde diz: Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça, para que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente instruído para toda boa obra.

            E Atos 1.1, 8, narra que Jesus ensinou os seus discípulos até ao dia em que foi recebido no Alto, depois de ter dado mandamentos, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera. E disse-lhes: Recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas. Promessa cumprida no dia de Pentecostes (Atos cap. 2), para doutrinar a igreja e capacitar espiritualmente os escolhidos do Senhor para realização da maior e mais completa obra de evangelização já realizada na terra.

            Portanto, as doutrinas do Novo Testamento são mandamentos do Senhor Jesus através do Espírito Santo, e se alguém as censurar ou rejeitar, certamente não estará contestando a palavra dos escritores e sim a Palavra do Senhor Jesus, inspirada pelo seu Santo Espírito, porque no livro de João 14.26, Ele disse: Aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.

            Sabemos que a Palavra do Senhor não volta para si vazia, para tanto, o Evangelho de Cristo, assim como as demais escrituras, foram editados décadas após a sua ascensão ao Trono de Glória do Pai, e o que confirma a inspiração da Palavra é a coesão no conteúdo dos livros, pois, não há uma só contradição na compilação dos autores do Novo Testamento, porque toda Palavra fora divinamente inspirada pelo mesmo Espírito Santo de Deus.         

            Observe que no Evangelho de João 6.63 “c” e 64 “a”, Disse Jesus: As Palavras que eu vos tenho dito são Espírito e Vida. Mas há alguns de vós que não crêem. Em concordância com a Palavra de Jesus, conclui-se que, se alguém ignorar ou desprezar as doutrina do Novo Testamento, é porque não crê, não só no que escreveram os enviados de Jesus, mas no próprio Jesus, porque as suas Palavras são Espírito e Vida, isto é, a palavra viva, movida pelo Espírito Santo, pelo qual Cristo realiza, curas milagres e maravilhas.

            Não poderíamos deixar de citar também o testemunho de Paulo, descrito no capítulo 1 da carta aos Gálatas, onde descreveu:

            Paulo, apóstolo (não da parte dos homens, mas por Jesus Cristo e por Deus Pai, que o ressuscitou dos mortos), e todos os irmãos que estão comigo, às igrejas da Galácia:

Admira-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho, o qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o Evangelho de Cristo.

            Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Porque persuado eu agora a homens ou a Deus?  

Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo. Mas faço-vos saber, irmãos, que o Evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens, porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo.

            No texto acima (Atos 1.1, 8), conhecemos que o Senhor Jesus ensinava os Apóstolos que escolhera até o dia que foi recebido à destra do Pai, o qual enviou o seu Espírito Santo sobre eles para que fossem fieis testemunhas, e expandissem as suas obras.

            Porém, o Apóstolo Paulo não recebeu o conhecimento pessoal do Senhor Jesus, porque o seu chamado (Atos 9), deu-se após a ascensão do Filho ao Trono de Glórias do Pai. E, assim como o Senhor Jesus passou três dias nas partes mais baixas da terra, Paulo também esteve três dias sem ver, e não comeu, nem bebeu.

            E tendo ele recebido a oração de Ananias para que tornasse a ver, foi batizado. E a Palavra afirma que Saulo passou alguns dias com os discípulos que estavam em Macedônia, e logo, nas sinagogas pregava a Jesus, o Cristo, Filho de Deus. Resumindo, Paulo, recebeu a conversão, foi batizado (no Espírito), ungido pelo Espírito Santo do Senhor, e imediatamente, de perseguidor da igreja de Cristo, passou a pregar o Cristo de Deus. E se Paulo fala por Ele mesmo, onde adquiriu tanta sabedoria e unção para a maravilhosa obra que realizou?

            Longe de nós idolatrar ao irmão Paulo, porque seria insensatez de nossa parte, mas alertando aos amados em Cristo para que não julguem e nem desprezem as doutrinas por ele descritas, porque são verdadeiramente mandamentos do Senhor. Como ele mesmo afirmou que não recebeu ensinamento de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo.

                             MANDAMENTOS PARA TODAS AS IGREJAS

            Outro tópico que precisamos elucidar, trata-se da repreensão que Paulo fazia às igrejas, principalmente às de Corintos, por cartas. Exemplo:

            I Coríntios 11.14 e 15: É desonra para o varão ter cabelo crescido, mas ter a mu

Criar um Site Grátis Incrível | Criar uma Loja online Grátis | Sites Grátis | Free Websites | Wordpress e Prestashop Grátis