Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
CRISTO É A VERDADE

Translate this Page

Rating: 3.0/5 (2923 votos)



ONLINE
3





http://www.comcms.com.br/

Dez Perguntas Sobre a Questão do Sábado

 1 – Como é mesmo essa questão de orações e jejuns serem “cerimônias”? Poderia explicar melhor esse raciocínio?

RESPOSTA: Eram rituais de culto. Jesus em seus ensinos criticou que os fariseus usavam orações, jejuns e esmolas para ostentar soberba religiosa. Mateus 6:5 “E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.” Mateus 6:16 “E, quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram os seus rostos, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.” Jesus condenou o exibicionismo religioso, sem valor diante de Deus.

2 – Afinal, em que sentido Cristo disse que “o sábado foi feito por causa do homem” (Mar. 2:27)? À luz do termo na língua original para homem (anthropós) esse “homem” seria somente o judeu, ou o homem universal?

RESPOSTA: O sentido declarado por Jesus é contrário ao que ensinam os adventistas. Jesus não disse que o o sábado era dia do Senhor, mas que ele era o Senhor do sábado, com isso, explicando que ele podia declarar quando ocorrera ou não a quebra do sábado.E por que? Por que seus discípulos foram acusados de violar o sábado ao colherem espigas nesse dia. Marcos 2:23-28 “E aconteceu que, passando ele num sábado pelas searas, os seus discípulos, caminhando, começaram a colher espigas. 24 – E os fariseus lhe disseram: Vês? Por que fazem no sábado o que não é lícito? 25 – Mas ele disse-lhes: Nunca lestes o que fez Davi, quando estava em necessidade e teve fome, ele e os que com ele estavam? 26 – Como entrou na casa de Deus, no tempo de Abiatar, sumo sacerdote, e comeu os pães da proposição, dos quais não era lícito comer senão aos sacerdotes, dando também aos que com ele estavam? 27 – E disse-lhes: O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado. 28 – Assim o Filho do homem até do sábado é Senhor.”

Na passagem paralela em Mateus 12:5-8 lemos -“ Ou não tendes lido na lei que, aos sábados, os sacerdotes no templo violam o sábado, e ficam sem culpa? 6 – Pois eu vos digo que está aqui quem é maior do que o templo. 7 – Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício, não condenaríeis os inocentes. 8 – Porque o Filho do homem até do sábado é Senhor.”

O qual foi o veredito de Jesus no caso, como Senhor do sábado diante da acusação dos fariseus de que os discípulos de Jesus estavam violando a guarda do sábado? Declarou seus discípulos inocentes da acusação.” Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício, não condenaríeis os inocentes.” Sim, inocentes da acusação de violarem o sábado colhendo espigas no dia de sábado. Como Senhor do sábado como considera Jesus os que trabalham no sábado? Inocentes!. E não esqueçamos que ele é maior do que o sábado.

3 – Se Cristo quis ensinar haver “graus de violabilidade do sábado”, porque isso depois não se refletiu na atitude das santas mulheres que O serviam e nem passou pela mente de Lucas ao relatar o episódio da observância do sábado por elas 30 anos depois (Luc. 23:56)?

RESPOSTA: Não vejo qualquer problema no registro de Lucas considerando que não foi só com relação ao sábado que Lucas registro o feito das mulheres..Em Lucas 2:6-24 lemos preceitos cerimoniais cumpridos por Jesus: – “E aconteceu que, estando eles ali, se cumpriram os dias em que ela havia de dar à luz. 7 – E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem. 21 – E, quando os oito dias foram cumpridos, para circuncidar o menino, foi-lhe dado o nome de Jesus, que pelo anjo lhe fora posto antes de ser concebido.22 – E, cumprindo-se os dias da purificação dela, segundo a lei de Moisés, o levaram a Jerusalém, para o apresentarem ao Senhor 23 – (Segundo o que está escrito na lei do Senhor: Todo o macho primogênito será consagrado ao Senhor); 24 – E para darem a oferta segundo o disposto na lei do SENHOR: Um par de rolas ou dois pombinhos. Tudo isso Lucas registrou cerca de 30 anos depois e não vejo porque os adventistas não são coerentes e os observam. Como vemos Lucas faz citação de vários preceitos da lei de Moisés. Por exemplo: Levítico 12.1-8 Circuncisão de Jesus e sacrifícios etc.

4 – Se houvesse tais níveis de violabilidade do sábado, onde eles estão definidos claramente?

RESPOSTA: Porventura os adventistas se lembram de circuncidar seus filhos seguindo o exemplo de Jesus? E mais ainda: lemos em Lucas 2:39-41 – “E, quando acabaram de cumprir tudo segundo a lei do Senhor, voltaram à Galiléia, para a sua cidade de Nazaré.40 – E o menino crescia, e se fortalecia em espírito, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre ele.41 – Ora, todos os anos iam seus pais a Jerusalém à festa da páscoa;”

5 – Para quem valeriam tais regras de graus de violabilidade do sábado, só para os discípulos? Por que Ele não transmitiu tais ensinos para as multidões (pois foram bem poucos os que ficaram sabendo dessas novas regras legais)?. . .

RESPOSTA: Se não existem graus de violabilidade do sábado, por que será que os adventistas dividiram a lei de Deus, também chamada Lei de Moisés, com 613 mandamentos, ensinando que os 10 mandamentos constituem a LEI MORAL e os 603 mandamentos restantes a LEI CERIMONIAL e abolidas? Perguntamos: por que Jesus considerou os dois grandes mandamentos maiores que os demais e não mencionou o sábado como tal? Por que ensinam, baseados na autoridade de Ellen Gould White, que “ “A guarda do sábado implica em salvação eterna”, quando, o apóstolo Paulo declarou que temia pela salvação dos que observavam dias para sua salvação como lemos em Gálatas 4:9-11 “Mas agora, conhecendo a Deus, ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir? 10 – Guardais dias (sábados) , e meses (luas novas mensais), e tempos, e anos.(dias de festa anuais) 11 – Receio de vós, que não haja trabalhado em vão para convosco.”Tais preceitos rituais foram abolidos e não constituem obrigações para o cristão, a não ser para judaizantes.

6 – Se havia essas regras de grau de violabilidade do sábado, por que Jesus recomendou ao povo para acatar tudo quanto os seus chefes religiosos ensinavam, que estivesse em harmonia com a lei divina, mas não praticando a religião da maneira hipócrita deles (ver Mateus 23:1-3)? Ora, eles não ensinavam nada de graus de violabilidade do sábado (ver Lucas 13:14)!

 RESPOSTA: Se não havia graus de violabilidade do sábado, por que então os sacerdotes podiam violar o sábado no templo e ficar sem culpa? Podiam matar e ficar sem culpa? Podiam adulterar e ficar sem culpa? Podiam cobiçar a mulher do próximo e ficar sem culpa? Finalmente, nove mandamentos do decálogo tinham grau de inviolabilidade. Eram considerados preceitos morais e constituíam crime e pecado praticá-los em qualquer lugar, inclusive no templos.

Entretanto, podiam violar o sábado no templo e ficar sem culpa.E não esqueça que Jesus é era o Senhor do sábado e podia declarar o grau de culpabilidade da transgressão de um preceito. Não o fez acerca do sábado, e ainda declarou inocente os seus discípulos por violá-lo.

7 – Ademais, para que Ele iria estabelecer “graus de violabilidade” para um mandamento que seria abolido tão cedo, segundo os semi-antinomistas radicais como Rinaldi?

RESPOSTA: Parabenizo-o pelo reconhecimento de que realmente o sábado foi abolido na cruz e não estou sem base bíblica Gálatas 4:8-11 “ Mas, quando não conhecíeis a Deus, servíeis aos que por natureza não são deuses. 9 – Mas agora, conhecendo a Deus, ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir? 13 – E vós sabeis que primeiro vos anunciei o evangelho estando em fraqueza da carne; 10 – Guardais dias, e meses, e tempos, e anos. 11 – Receio de vós, que não haja trabalhado em vão para convosco.”

8 – E o que significa que Deus “santificou” o sábado no Éden (Gên. 2:2, 3)? Sendo que “santificar” significa “separar para uso sagrado”, e Deus já é inteiramente santo, para quem Ele santificou [separou] o sétimo dia?

RESPOSTA: Acertou quando afirma que a palavra ‘santificar’ significa separar para uso sagrado, tratando-se de apenas um preceito cerimonial, assim como a circuncisão. Tinha caráter cerimonial. E diz-se dela o mesmo que Paulo declarou acerca do sábado, como um preceito ritual ou cerimonial em Gálatas 4.8-11 com a declaração final de “Receio de que não haja tgabalhado em vão para convosco.”

9 – E se o sábado é “cerimonial” por que Deus não deixou para ditá-lo a Moisés depois, junto com as demais regras cerimoniais, mas proferiu o mandamento solenemente aos ouvidos do povo junto com todos os demais preceitos morais e “nada acrescentou” (Deu. 5:22)?

RESPOSTA: Houve omissão na sua declaração de Deuteronômio 5.22. Os primeiros versículos do texto declaram: Deuteronômio 5:1- – “E CHAMOU Moisés a todo o Israel, e disse-lhes: Ouve, ó Israel, os estatutos e juízos que hoje vos falo aos ouvidos; e aprendê-los-eis, e guardá-los-eis, para os cumprir.2 – O SENHOR nosso Deus fez conosco aliança em Horebe.3 Não com nossos pais fez o SENHOR esta aliança, mas conosco, todos os que hoje aqui estamos vivos.”

Não existe lei dos 10 mandamentos como pretende o desafiante. Existe apenas uma lei, conhecida como lei do Senhor; Lei de Deus, Lei de Moisés e não duas leis como erroneamente divulgam os adventistas.LEI MORAL E LEI CERIMONIAL. E quanto à guarda do sábado, Jesus, declarou cerimonial e abolido. Podia ser violado dentro do templo sem culpa e me aponte outro qualquer preceito moral que dele se dissesse o que Jesus declarou do sábado em Mateus 12:5-8 -“ Ou não tendes lido na lei que, aos sábados, os sacerdotes no templo violam o sábado, e ficam sem culpa? 6 – Pois eu vos digo que está aqui quem é maior do que o templo. 7 – Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício, não condenaríeis os inocentes. 8 – Porque o Filho do homem até do sábado é Senhor.” De algum outro preceito do decálogo foi dito o que foi dito do sábado?

10 – Onde está escrito que na passagem da Velha para a Nova Aliança um novo “dia do Senhor”, seria estabelecido, o domingo, a ser observado sem mais graus de violabilidade definidos, mas tudo vago quanto ao que fazer ou não nesse dia?

RESPOSTA: Francamente, amigo Azenilto. Você é professor e me faz pergunta desse teor? É só ler Hebreus 8:6-9 “Mas agora alcançou ele ministério tanto mais excelente, quanto é mediador de uma melhor aliança que está confirmada em melhores promessas. 7 – Porque, se aquela primeira fora irrepreensível, nunca se teria buscado lugar para a segunda. 8 – Porque, repreendendo-os, lhes diz: Eis que virão dias, diz o Senhor, Em que com a casa de Israel e com a casa de Judá estabelecerei uma nova aliança, 9 – Não segundo a aliança que fiz com seus pais No dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito; Como não permaneceram naquela minha aliança, Eu para eles não atentei, diz o Senhor.

Pergunto: ” O que significa a expressão “Não segundo a aliança que fiz com seus pais no dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egigo”??? Obviamente, aponta que não seria igual...fonte=http://www.cacp.org.br/dez-perguntas-sobre-a-questao-do-sabado/

Criar um Site Grátis Incrível | Criar uma Loja online Grátis | Sites Grátis | Free Websites | Wordpress e Prestashop Grátis