CRISTO É A VERDADE

Translate this Page

Rating: 3.0/5 (2966 votos)



ONLINE
10





http://www.comcms.com.br/

CASAMENTO,INSTITUIÇÃO DIVINA

           1- Instituição divina pela qual um homem e uma mulher se unem por amor numa comunhão social e legal com o propósito de estabelecerem uma família (Gênesis 1. 27, 28 e 2.18 a 24).           
           2 - Ato solene de união entre duas pessoas de sexo oposto, capazes e habilitadas, com legitimação religiosa e/ou civil.  Matrimônio, enlace matrimonial.
           É permanente e só pode ser dissolvido pela morte (Romanos 7.2, 3) ou, excepcionalmente, pelo divórcio (Mateus 19.3 - 9).
                                                           A CRIAÇÃO DO HOMEM
           No livro de Gênesis 1.26 a 28, disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra.  E criou Deus o homem à sua imagem; macho e fêmea os criou.
           E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.
           Então, formou o Senhor Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente. Tomou, pois, o Senhor Deus ao homem e o colocou no jardim do Éden para o cultivar e o guardar.
                                                       A INSTITUIÇÃO DO CASAMENTO
           E disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea.   
           Deu nome o homem a todos os animais domésticos, às aves dos céus e a todos os animais selváticos; para o homem, todavia, não se achava uma auxiliadora que lhe fosse idônea.
           Então, o Senhor Deus fez cair pesado sono sobre o homem, e este adormeceu; tomou uma das suas costelas e fechou o lugar com carne. E da costela que o Senhor Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão. E disse o homem: Esta, afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne; chamar-se-á varoa, porquanto do varão foi tomada.
           Portanto, deixará o homem seu pai e sua mãe e unir-se-á à sua mulher, tornando-se os dois, uma só carne.  
                                               CASAMENTO UNIÃO INDISSOLÚVEL
           O casamento foi à primeira instituição de Deus para organização da família, e desde a antiguidade (Malaquias 2.13 a 15) a deslealdade do homem para a sua esposa, era um ato abominável aos olhos de Deus, o qual exortava com firmeza dizendo:
           Ainda fazeis isto: cobris o altar do Senhor de lágrimas, de choros e de gemidos; de sorte que ele não olha mais para a oferta, nem a aceitará com prazer da vossa mão.
            E dizeis: Por quê? Porque o Senhor foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira e a mulher do teu concerto.
            E não fez Ele somente um, sobejando-lhe espírito? E por que somente umEle buscava uma semente de piedosos; portanto, guardai-vos em vosso espírito, e ninguém seja desleal para com a mulher da sua mocidade.  
                                               CRISTO CENSURA O DIVÓRCIO
            E no capítulo 19 do Evangelho de Mateus, o Senhor Jesus censura o divórcio: Então, chegaram ao pé dele os fariseus, tentando-o e dizendo-lhe: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?
            Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que, no princípio, o Criador os fez macho e fêmea e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe e se unirá à sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem.
            Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio e repudiá-la? Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza do vosso coração, vos permitiu repudiar vossa mulher; mas, ao princípio, não foi assim. Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de prostituição, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.
            Na carta aos Romanos 7.2 e 3, a palavra diz: Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido. De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei e assim não será adúltera se for de outro marido.
            O que fora confirmado na carta aos I Coríntios 7.39, onde diz: A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo em que o seu marido vive; mas, se falecer o seu marido, fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor.
                               PROSTITUIÇÃO E ADULTÉRIO, ABOMINAÇÃO AO SENHOR
            I Coríntios 6.13 a 20, diz: Os manjares são para o ventre, e o ventre, para os manjares; Deus, porém, aniquilará tanto um como os outros. Mas o corpo não é para a prostituição, senão para o Senhor, e o Senhor para o corpo. Ora, Deus, que também ressuscitou o Senhor, nos ressuscitará a nós pelo seu poder.
            Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo e fa-los-ei membros de uma meretriz? Não, por certo. Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne. Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito.
            Fugi da prostituição. Todo pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?
            Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.  
                                             OS DEVERES DOS CASAIS CRISTÃOS
             Na carta aos Efésios 5. 24 a 28 a palavra do senhor afirma: De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seu marido. Vós, maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela.
             Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. Assim devem os maridos amar a sua própria mulher como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher ama-se a si mesmo.
            E na carta Universal de I Pedro 3.1-12, diz: Semelhantemente, vós, mulheres, sede sujeitas ao vosso próprio marido, para que também, se algum não obedece à palavra, pelo procedimento de sua mulher seja ganho sem palavra. Considerando a vossa vida casta, em temor.
            O enfeite delas não seja o exterior, no frisado dos cabelos, no uso de jóias de ouro, na compostura de vestes. Mas o homem encoberto no coração, no incorruptível trajo de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de Deus. Porque assim se adornavam também antigamente as santas mulheres que esperavam em Deus e estavam sujeitas ao seu próprio marido.
            Como Sara obedecia a Abraão, chamando-lhe senhor, da qual vós sois filhas, fazendo o bem e não temendo nenhum espanto. Igualmente vós, maridos, coabitai com ela com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações.
            E, finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando os irmãos, entranhavelmente misericordiosos e afáveis. Não tornando mal por mal ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo, sabendo que para isto fostes chamados, para que, por herança, alcanceis a bênção.
            Porque quem quer amar a vida e ver os dias bons, refreie a sua língua do mal, e os seus lábios não falem engano; aparte-se do mal e faça o bem; busque a paz e siga-a. Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos, atentos às suas orações; mas o rosto do Senhor é contra os que fazem males.
                                                              A MULHER SÁBIA
            No início do nosso estudo, observamos a apreensão do Senhor para que o homem não vivesse só, o qual disse: Far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea. Gostaríamos de enfatizar a qualidade da companheira que Deus buscava para compor uma família com o homem: Uma ajudadora, idônea. É importante ressaltar o adjetivo indispensável à mulher: Uma ajudadora, competente, adequada, digna de uma reserva moral ilibada.
            E a mulher precisa ter consciência da sua responsabilidade no lar, porque pela sua sabedoria espiritual e compromisso com Deus, ela poderá edificar ou arrasar a sua casa.
            É evidente que não estamos argumento sobre a arquitetura edificada pelas mãos humanas, mas referimo-nos a estrutura familiar, a pilastra que dá sustentação a família, como alerta a palavra do Senhor no livro de  Provérbios 14.1, onde diz: A mulher sábia edifica a sua casa, mas a tola derruba-a com as suas mãos.    
 
Criar um Site Grátis Incrível | Criar uma Loja online Grátis | Sites Grátis | Free Websites | Wordpress e Prestashop Grátis