Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
CRISTO É A VERDADE

Translate this Page

Rating: 3.0/5 (2980 votos)



ONLINE
1





http://www.comcms.com.br/

A VERDADEIRA IGREJA DE CRISTO

“E eles disseram; crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa”, At.:16-31, que o nosso bendito Deus esteja levando cada vez mais homens a conclusão que chegou o apóstolo Paulo juntamente com Silas, ao apresentarem Cristo como o único e todo suficiente salvador. É interessante abordarmos esse assunto pois o mesmo é de relevância imprescindível, para a boa compreensão do evangelho, pois há muitos que necessitam de arrependimento e fé em Cristo como salvador. É comum encontrarmos pessoas dizendo que crêem em Cristo, e de fato muitas o confessam verbalmente, porém com uma fé fingida, logo falsa, continuando assim separados de Deus. Alegam que recebem Cristo Jesus diariamente (‘todos os dias recebemos a Cristo”). Entretanto esta afirmação demonstra a falta da fé, verdadeira em Jesus Cristo como o único e todo suficiente salvador. Por faltar-lhes confiança e fé verdadeira aquela que vem por meio do ouvir e do ouvir a palavra de Cristo (Rm:10:17) A palavra de Deus apresenta o Senhor Jesus Cristo como o único e todo capaz salvador. Aquele que tem todo o poder, não e um fraco que salva o pecador mas não é suficientemente forte para conservá-lo. Judas 1 nos diz “e conservados por Jesus Cristo”. Aqueles que são alcançadas por sua graça são com certeza conservados por Ele. Portanto amado leitor a Bíblia afirma que Cristo Jesus e o único meio pelo qual o miserável pecador pode entrar no céu. A religião tem maquiado, escondido esta verdade, e apresentado ao pecador um outro tipo de evangelho, outra mensagem que promove um maior afastamento do plano de Deus em Cristo Jesus “em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça”. Portanto o homem pecador precisa entender A que a salvação não e conquistada por meio de religião, nem por meios e trabalhos religiosos, nem por obras (Ef. 2:9). Sendo um dom gratuito de Deus (Rm. 6:23), recebido exclusivamente por meio da fé em Jesus Cristo como único e todo suficiente salvador. Sendo salvo por Cristo o pecador deve procurar obedecê-lo, pelo batismo, menbrando-se assim a igreja de Cristo, ou seja a uma igreja local biblicamente organizada, de doutrina absolutamente neo-testamentaria. Ou seja a uma igreja verdadeira, afinal de contas aos que Jesus salva ele acrescenta a sua igreja, “de sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas”(At.:2:41), “...E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar”(At.: 2:47), acrescentava a sua igreja batista, local e visível, e não há outro tipo de igreja. Ele não os coloca dentro de uma igreja universal ou em uma igreja fundadas por homens como Constantino, Martinho Lutero, João Calvino, Alexandre Campbbel ou outros reformadores no transcurso da história. Há no mundo contemporâneo muitos grupos religiosos chamados indevidamente de igreja, dos quais muitos ainda tem o seu fundador vivo e faturando altas cifras na exploração dos seus fiéis. Logo é de grande importância ao procurarmos uma igreja, procurarmos saber quando ela surgiu e quem é o seu fundador, se o mesmo é ainda vivo ou se já morreu, e se morreu se já ressuscitou, pois o fundador da verdadeira igreja morreu e ressuscitou bem como subiu ao céu tendo assim autoridade de Deus para organizar a sua igreja. Nenhum outro pode usurpar esse direito, só o senhor Jesus Cristo tem esse direito, Ele a comprou com o seu próprio sangue. Portanto, os que são salvos por esta mensagem do evangelho proferida por Paulo e Silas registrada Atos 16:31 “...crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, ...” devem tomar muito cuidado para não caírem na transgressão de se tornarem membros de um grupo que não tem a Cristo como fundador. Qualquer grupo que surgiu anteriormente ao batismo de Cristo por João, o batista, não é a igreja que Jesus erigiu. Da mesma forma que qualquer grupo posterior ao ministério de Cristo na terra não é a igreja que o próprio Senhor edificou. Os salvos no contexto de atos 16 foram membrados a igreja do Senhor Jesus Cristo, sendo-lhe obedientes pelo batismo, é o que nos diz os versículos 32 e 33 do referido capítulo “e lhe pregavam a palavra do Senhor, e a todos que estavam em sua casa. É tomando-os ele consigo naquela mesma hora da noite e, lavou-lhe os vergões e logo foi batizado, ele e todos os seus”. Pelo batismo bíblico adentraram a membresia da igreja do Senhor Jesus Cristo batista, local e visível. Que o nosso amado leitor possa crê no evangelho de Cristo, ou seja, no evangelho da salvação eterna que é oferecida graciosamente na pessoa bendita de Cristo Jesus, e recebendo a salvação que vem do Senhor, possa ser acrescentado pelo batismo à uma igreja verdadeira que respeite e honre a Bíblia TT, a palavra de Deus, que é nossa única regra de fé e prática.=================================================================================================A verdadeira igreja de Cristo constituída por adoradores do Pai em Espírito e em verdade, que não se sujeita à servidão dos empresários da fé para anunciar o Evangelho livremente, como também não aceita ouro e nem prata em detrimento ao sacrifício e o sangue de Cristo, esse pequeno rebanho vive sob constante humilhação pelos grupos chamados “evangélicos”. Hostilizados por não se conformar com doutrinas anti bíblicas aplicadas na maioria das instituições religiosas, são tidos por herege por anunciar a essência da verdade expressa no Evangelho de Cristo, mas o que nos encoraja e fortalece a fé é a credibilidade na Palavra do Senhor pelos servos compromissados com a Verdade, como também testemunho de irmãos ainda que distantes, porque passam pela mesma opressão. Mas sentimo-nos seguros e na certeza que caminhamos no rumo certo guardando a mensagem da cruz em verdadeira justiça, e a destra do Altíssimo nos sustenta e conforta. Cremos nas promessas e virtudes do nosso Consolador, o Espírito Santo do Senhor, porem, não compartilhamos com esses movimentos intitulados “pentecostais”, como oração no monte, movimento celular G12, cair na unção, rê tê tê, danças, música gospel, teatro, e outras heresias praticada pelas instituições religiosas eclesiásticas que o homem apelidou de "igreja". Também não contaminamos com doutrinas criadas pelo homem com fins lucrativos, como evangelho da prosperidade, campanha, comércio envolvendo o nome do Senhor, música gospel e outras falácias que vem em decorrência do aparecimento degenerado de tantas vãs doutrinas e preceitos ilusórios sem fundamento no Evangelho de Cristo, porque a capitalização das instituições religiosas (igrejas) gera corrupção e distancia o servo do seu Senhor, mas não vos assusteis, é o cumprimento das profecias porque estamos vivendo o princípio dos últimos tempos. Observem que em II Pedro (2.1 a 3), relata que: assim como houve entre o povo falsos profetas, haverá também entre vós falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade; e, por avareza, farão comércio de vós com palavras fingidas; sobre os quais já de longo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dorme. As profecias testificam os acontecimentos atuais nas igrejas denominacionais, o homem conclui um curso de teologia, toma sobre si a responsabilidade de apascentar um rebanho, e sai por aí negando a eficácia do amor anunciado por Cristo em todos os livros do Novo Testamento, ainda que isso resulte em prejuízo a salvação do seu próximo. Optam sempre pelo modernismo do evangelho da prosperidade, e outras alucinações introduzidas na igreja por avareza do homem, mas o próprio Jesus alerta no livro de Mateus 7.15, dizendo: Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores (isso o faz lembrar-se de alguém?) E em tudo isso há uma tragédia maior ainda: Erram por não conhecer as Escrituras, e nem o poder de Deus (Mateus 22.29), por essa razão é indispensável examinar tudo, e reter o bem (I Tessalonicenses 5.21). E muitos pregadores, tentarão justificar-se alegando que as censuras e advertências proferidas por Jesus, foram direcionadas especificamente aos Judeus, pois bem, primeiramente é preciso discernimento espiritual para entender que Cristo não veio ensinar os judeus a viverem bem a velha aliança, Ele veio justamente para nos libertar das obras da lei e resgatar o homem do pecado e da morte. Então perguntamos: Qual a doutrina ordenada aos judeus, e qual a doutrina para os seguidores de Cristo? É óbvio que a doutrina para os judeus fora constituída pela lei de Moisés. No entanto, Jesus disse: Um Novo Mandamento vos dou (João 13.34), porque é pelo Novo Testamento que virá a salvação (I Coríntios 15.1, 2 – Romanos 1.16). A Palavra de Deus é viva e eficaz, e Senhor é o mesmo ontem, hoje e será eternamente, assim também estejamos atentos à Palavra do Novo Testamento comparando os ensinamentos da igreja moderna e verão a contradição ao Evangelho de Cristo. O Senhor recomenda a permanecermos vigilantes, e alerta: Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam (João 5.39), e nos aconselha a não confiar em tudo o que o homem pregar concernentes aos mandamentos, porque assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem (Jeremias 17.5), mas Bem-aventurado o homem que põe a sua confiança no Senhor (Salmos 40.4). E um exemplo de vigilância a ser imitado consta em Atos capítulo 17, ocasião em que Paulo e Silas anunciavam a Cristo na cidade de Tessalônica, e sendo perseguidos por causa da inveja dos judeus obstinados foram para a cidade de Beréia, e o povo recebeu o Evangelho com alegria e perseverança, entretanto, esses foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a Palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim. Exatamente isso que a igreja de Cristo precisa, tomar o exemplo dos irmãos de Beréia e examinar nas escrituras se a doutrina da sua igreja e o ensinamento que tem recebido está em conformidade com o Evangelho de Cristo, conferir se a sua igreja está vivendo o tempo da graça, ou se ainda está na ordenança da Velha Aliança. Jesus tomou sobre si toda responsabilidade indispensável para alcançarmos a vida eterna e manifestou toda a sua vontade nas escrituras do Novo Testamento, por isso, quando o Senhor vier na sua glória, e encontrá-lo vivendo um evangelho fácil apenas de aparências, você não terá argumento para se justificar, sob alegação que fora enganado pelo líder da sua “igreja”, porque o Senhor irá separar os reprovados para a esquerda e lhes dirá: Errais por não conhecer as escrituras e nem o poder de Deus. Errou porque optou em crer na palavra do seu pastor, ao invés de buscar entendimento nas escrituras. Errou porque se acomodou na facilidade em aceitar a doutrina imposta pelo homem. Nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação; porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo (II Pedro 1.20 e 21). Em João 14.26 há promessa do Senhor Jesus para não nos deixar órfão, o qual nos dará do seu Espírito Santo para nos ensinar todas as coisas fazendo-nos lembrar das suas Palavras e dos seus ensinamentos para andarmos segundo a sua vontade, vejamos: Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. Portanto, aquele que tem o Espírito Santo do Senhor Jesus não anda na mentira e doutrinas vãs que não constam no Evangelho, antes guarda os seus mandamentos e faz a sua vontade porque tem discernimento das obras do pecado e da santidade recomenda por Jesus àqueles que O amam: porque toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, replicar, corrigir e instruir em justiça, para que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente instruído para toda boa obra (II Timóteo 3.16 e 17). Como também II Pedro (3.15, 16), exorta dizendo: O nosso amado irmão Paulo vos escreveu, falando disto, em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição. Esta palavra é um alerta sobre o cuidado que precisamos exercer referente aos mandamentos de Cristo. Hoje existe uma avalanche de pregadores e dirigentes de igrejas torcendo a verdade de Jesus em mentira, beneficiando-se do sacrifício e do sangue de Cristo, que por muitos foi derramado, deslumbrando apenas as prosperidades materiais; buscando somente alegria momentânea nas instituições religiosas chamadas de “igrejas”. Crente só de aparência, brincando com o poder de Deus, porque não conseguem discernir os pontos difíceis da Palavra, os quais só podem ser distinguidos espiritualmente. E isso é muito perigoso, porque Jesus advertiu: Por tuas palavras serás justificado, por tuas palavras serás condenado (Mateus 12.37), considere: Evangelho de João 14.15, disse Jesus: Se me amardes, guardareis os meus mandamentos. Portanto, é indispensável guardar os mandamentos do Senhor, sem acrescentar e nem omitir nada, porque o céu e a terra, passarão, mas as Palavras do Senhor Jesus não hão de passar sem que tudo se cumpra (Lucas 21.33). Disse Jesus: Eu testifico a todo aquele que ouvir as Palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; E, se alguém tirar quaisquer Palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida e da Cidade Santa, que estão escritas neste livro (Apocalipse 22.18,19). Louvai ao Senhor! Fonte: http://www.cristoeaverdade.net/

Criar um Site Grátis Incrível | Criar uma Loja online Grátis | Sites Grátis | Free Websites | Wordpress e Prestashop Grátis